Piauí avança nos índices para diminuição do analfabetismo

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

O 8 de setembro marca a passagem do Dia Internacional da Alfabetização, data instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), e no Piauí os dados apontam resultados positivos para celebrar. Segundo o IBGE, os índices de escolaridade do Piauí são superiores aos do Brasil em todas as faixas etárias. Na rede pública de ensino, as pessoas entre 6 e 14 anos no país, cerca de 98,7% frequentam a escola. A taxa de escolaridade entre os jovens brasileiros de 15 a 17 anos chega a 93,5%.

O Piauí também reduziu em cerca de 14% o índice de analfabetismo entre os idosos com 60 anos ou mais de idade e entre os mais jovens, a proporção de pessoas analfabetas no Piauí diminui ao considerar as pessoas a partir dos 15 anos de idade, a taxa de analfabetismo caiu para 16% no Piauí, o que indica que os mais jovens estão tendo mais acesso à educação.

Para o superintendente de Educação Técnica e Profissional e Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), José Barros Sobrinho, o estado tem avançado com resultados significativos.

“Nos últimos dez anos tivemos uma redução no índice de analfabetismo. Em 2010, a taxa de analfabetos no estado marcava 22,9% e hoje estamos com 16%, pois até então não tínhamos programa próprio de alfabetização. Este ano, por autorização do governador Wellington Dias, será executado um programa próprio para alfabetização de jovens e adultos. A nossa meta é alfabetizar 200 mil jovens e adultos piauienses, aliado à educação profissional. Então, o Piauí tem sim o que comemorar nesta data”, disse Sobrinho.

Para ampliar esses índices, o Governo do Estado irá implementar um programa de alfabetização na idade certa em regime de colaboração com os municípios. O programa faz parte de uma das estratégias do Pro Educação Piauí para reduzir os índices de analfabetismo e profissionalizar os piauienses.

“Com os piauienses alfabetizados vamos fazer os exames de suplência para que concluam o ensino fundamental, siga com o ensino médio e assim tenham a oportunidade de certificar sua profissão. Para aqueles que não possuem uma profissão, se matricule na EJA para ter a certificação e se inserir no mercado de trabalho”, complementou José Barros.

Entre as ações para a área da alfabetização, a Secretaria de Estado da Educação vem atuando ainda no currículo do Piauí com a adesão de 186 municípios ao regime de colaboração para construir o Currículo do Ensino Fundamental do Piauí; a parceria com 120 municípios do Programa Estadual de Transporte Escolar (Proete) e o Canal Educação vêm atuando na oferta de aulas remotas com a transmissão ao vivo do ensino fundamental II e acesso à plataforma do canal.

O programa tem o desafio de garantir a alfabetização das crianças na idade certa com o suporte do Brasil Alfabetizado na modalidade de Ensino de Jovens e Adultos (EJA) e o Mais Alfabetização (Undime/Seduc).

analfabetismo Piauí avança nos índices para diminuição do analfabetismo

Fonte: Governo do Piauí

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist