Press "Enter" to skip to content

Ministério da Saúde considera que números podem ser fantasiosos e vai recontar mortos por covid-19 no Brasil

Os mortos por coronavírus no Brasil vão ser recontados. Os registros de óbitos estariam, segundo o Ministério da Saúde, sendo fantasiosos ou manipulados com a finalidade de beneficiar estados e municípios com recursos do Governo Federal.

“Tinha muita gente morrendo por outras causas e os gestores públicos, puramente por interesse de ter um orçamento maior nos seus municípios, nos seus estados, colocavam todo mundo como covid. Estamos revendo esses óbitos – afirmou Carlos Wizard, que responde na pasta e foi convidado pelo ministro interino da Saúde para assumir o comando da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE).

O site do Ministério da Saúde voltado ao repasse de dados do coronavírus está fora do ar desde a noite dessa sexta-feira (05), quando passou a exibir apenas a mensagem: ‘site em manutenção’.

O presidente Jair Bolsonaro fez uso das redes sociais nessa sexta-feira para dizer que “adequou a divulgação dos dados sobre os casos e morte” para “maior precisão”.

A divulgação dos dados do coronavírus no Brasil está sendo feita às 22h, de acordo com o presidente “para evitar subnotificação e inconsistências”.

“O Ministério da Saúde adequou a divulgação dos dados sobre casos e mortes relacionados ao Covid-19. Ao longo do enfrentamento da doença, a coleta de informações evoluiu com capacitação e serviços laboratoriais. As medidas, assim, permitem obter dados mais precisos sobre cada região”, disse Bolsonaro no Twitter.

Não há até o momento nenhum pronunciamento do ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, acerca da recontagem dos óbitos por Covid-19 no Brasil.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *