Menu...

20 de novembro de 2018

INCÊNDIO: ‘Só chorar não adianta’, diz diretor do Museu Nacional


Hospital de Olhos

Diante do cenário das perdas provocadas pelo incêndio que destruiu o Museu Nacional a iniciado às 19h desse domingo (2), o diretor Alexander Kellner assegura que, no momento, “só chorar não adianta”. “É preciso que todos estejam imbuídos”, disse ele ao falar em recompor a história.

O reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Alexander Kellner, considera que o poder público federal necessita olhar para a importância do acervo da memória histórica que tem o Museu Nacional.

“É necessário que o poder público federal olhe para o Brasil e pense no significado do acervo da memória histórica que nós temos no Museu Nacional. Precisaremos de recursos importantes para fazer a reconstrução e reinvenção do museu, resgatando sua história e sua memória. Todo esse patrimônio terá que ser reconstruído. Queremos compartilhar nossas lágrimas e nossa indignação para que seja possível uma mobilização social em nosso país para que se recupere o Museu Nacional”, disse.

O diretor também sobre a criação de um grupo de trabalho para recuperação do que for possível. “Só chorar não adianta! É necessário que todos estejam imbuídos, particularmente o governo federal que tem os recursos necessários, e que ajude o Museu Nacional a recompor a sua história. Já perdemos parte do acervo. Uma colega nossa salvou o meteorito bendegó – que resistiu, da mesma forma a instituição museu nacional vai resistir. Nós estamos criando um grupo de trabalho que vai entrar no Museu e fazer com que a gente recupere o máximo possível”, considerou o diretor Alexander Kellner.

Tags:

Comente aqui

in Aenean Lorem eget consequat. vel, dolor.