Press "Enter" to skip to content

Bebê nasce depois de ter sido apontado como morto no útero. Erro foi atribuído ao excesso de peso da mãe

Last updated on 3 de fevereiro de 2019

No dia do parto, seu esposo, já no hospital, temeu que sua mulher havia morrido quando viu uma movimentação muito grande de médicos e enfermeiros na sala de cirurgia. Entretanto, o que estava realmente acontecendo, contrariando todos os médicos, é que Ellen estava dando a luz à Eliza, uma criança viva e saudável.

Apesar dessa reviravolta, os médicos ainda chegaram a culpar a mãe de estar acima do peso e ter atrapalhado a precisão no diagnóstico. O Wexham Park Hospital, em Berkshire, pediu sinceras desculpas ao casal. Na verdade, o erro ocorreu no momento em que o ultra-sonografista, especialista em fazer ultra-som, não estava presente, e outra pessoa não especializada teve de analisar as imagens.

Eliza passou seis dias na unidade de cuidados especiais, enquanto a mãe, Bellamy, passava por várias transfusões de sangue. Eliza não teve maiores consequência, mas os pais afirmam que a sua sobrevivência foi “pura sorte”.

Um porta-voz da rede de hospitais disse: “Pedimos desculpas sem reservas em relação aos aspectos dos cuidados da Sra. Bellamy, que decaiu tendo em vista nossos padrões habituais. Um incidente grave foi levantado e valiosas lições foram aprendidas. Entendemos que esse foi um momento traumático e penoso para a Bellamy e sua família, mas vamos continuar acompanhando o desenvolvimento da nova mãe e de sua filha”.

Fonte: JC

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *