Menu...

18 de agosto de 2018

Bancários rejeitam todas as propostas e mantêm greve no MA


Hospital de Olhos
Em assembleia realizada na última sexta-feira (11), 23º dia da paralisação nacional, os bancários do Maranhão decidiram permanecer em greve na segunda-feira (14). A mesma decisão foi tomada em outros estados do país, como por exemplo, no Amazonas (BASA), Amapá (CEF), Rio Grande do Norte (bancos públicos), Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe (BNB).

(Foto: Divulgação)

Na assembleia, a categoria rejeitou, por unanimidade, as propostas apresentadas pela Fenaban e pelos bancos públicos (Caixa, Banco do Brasil, BNB e Banco da Amazônia).

Nesta segunda-feira (14), às 18h, será realizada nova assembleia na sede do SEEB-MA, na Rua do Sol, Centro de São Luís, para avaliar o quadro de greve em âmbito nacional e para deliberar sobre a continuidade do movimento paredista.

A Fenaban ofereceu reajuste de 8% para salários e benefícios e de 8,5% para o piso salarial. A regra da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) continua a mesma do ano passado.

Os bancários deflagraram a greve nacional no dia 19 de setembro, depois de rejeitarem a proposta anterior dos bancos, de 6,1% de reajuste sobre todas as verbas salariais.

Comente aqui

velit, odio amet, Donec adipiscing id ut neque.