Menu...

Última Notícia

23 de setembro de 2018

Bancários continuam em greve nesta terça-feira


Hospital de Olhos
Aproximadamente 16 centros administrativos e 632 agências permaneceram fechados nesta segunda-feira (23), quinto dia de greve dos bancários em todo o Brasil. Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, como não houve resposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), a paralisação continuará em todo o País amanhã, 24.

Segundo o Sindicato, mais de 29 mil trabalhadores participaram da greve de hoje. Nesta segunda-feira, outros setores também aderiram ao movimento, como o setor de TI (Tecnologia da Informação) dos principais bancos do País.

Leia também:
Greve dos bancários fecha 9.015 mil agências no 3º dia

Na terça-feira está prevista passeata da categoria na Avenida Paulista, a partir das 16h (concentração no vão livre do Masp).

“A categoria bancária está deixando claro às instituições financeiras que também não sairá desta campanha sem aumento real nos salários, valorização nos pisos e verbas, PLR maior e soluções para questões de saúde e condições de trabalho”, afirmou a presidente do Sindicato, Juvandia Moreira. “Vamos mobilizar cada vez mais a categoria até que a federação dos bancos chame para nova negociação e atenda às reivindicações que já definimos nas conferências.”
Aproximadamente 16 centros administrativos e 632 agências permaneceram fechados nesta segunda-feira (23), quinto dia de greve dos bancários em todo o Brasil. Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, como não houve resposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), a paralisação continuará em todo o País amanhã, 24.

Segundo o Sindicato, mais de 29 mil trabalhadores participaram da greve de hoje. Nesta segunda-feira, outros setores também aderiram ao movimento, como o setor de TI (Tecnologia da Informação) dos principais bancos do País.

Leia também:
Greve dos bancários fecha 9.015 mil agências no 3º dia

Na terça-feira está prevista passeata da categoria na Avenida Paulista, a partir das 16h (concentração no vão livre do Masp).

“A categoria bancária está deixando claro às instituições financeiras que também não sairá desta campanha sem aumento real nos salários, valorização nos pisos e verbas, PLR maior e soluções para questões de saúde e condições de trabalho”, afirmou a presidente do Sindicato, Juvandia Moreira. “Vamos mobilizar cada vez mais a categoria até que a federação dos bancos chame para nova negociação e atenda às reivindicações que já definimos nas conferências.”

Comente aqui

Lorem venenatis eget consequat. efficitur. non tristique ut