Menu...

25 de setembro de 2018

‘Não podia voar’, diz relatório sobre avião que fez pouso forçado com Angélica e Huck


Hospital de Olhos

Saiu o relatório sobre o voo que fez um pouso forçado com Luciano Huck e Angélica em maio de 2015. O resultado apontou que a aeronave não podia voar.

Estavam com os dois os três filhos de Angélica e Huck, duas babás, o piloto e o co-piloto.

O documento revelou ainda que houve falha da tripulação e que, em razão de dois equipamentos essenciais que estavam inoperantes, a aeronave não podia voar.

O G1 informou que, de acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), os pilotos deixaram de seguir o check-list, que é obrigatório em casos de pane.

Os equipamentos que estavam sem funcionar eram o gravador de dados de voz, que é uma das caixas-pretas, e um sistema que reduz de forma automática a resistência do ar em uma das hélices quando ela para.

Outro problema que provocou o incidente foi a troca da posição dos sensores de combustível da asa esquerda. De acordo com a publicação, o do tanque interno havia sido instalado no externo, e vice-versa, o que levou o piloto a acreditar que não havia combustível naquela asa, o que não era verdade.

Conforme o relatório da Cenipa, a empresa de táxi-aéreo orientava os pilotos a não escriturar “não conformidades” no diário de bordo da aeronave. Eles tinham apenas acesso às cadernetas de motor, célula e hélice.

De acordo com a investigação, os pilotos chegavam a sofrer pressão da empresa de táxi-aéreo para voar sempre que possível. Os profissionais não faziam os treinamentos periódicos na aeronave modelo EMB-820C Carajá (que fez o pouso forçado), segundo o relatório, eles faziam os treinamentos apenas no EMB-210D Sêneca.

A apuração concluiu que esse fato se dava porque as horas de voo do outro modelo eram mais caras.

A reportagem do Jornal Nacional tentou entrar em contato com o piloto e representante da empresa de táxi-aéreo, mas eles não quiseram dar entrevista.

 

Com informações do MSN

Tags:

Comente aqui

mi, eleifend Praesent Phasellus dapibus tristique