Maratonista aquático Victor Colonese recebe bronze do Pan de Lima

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


Na sexta-feira (29), na Unisanta, em Santos, o maratonista aquático Victor Colonese receberá a medalha de bronze da prova dos 10 quilômetros dos Jogos Pan-Americanos de Lima de 2019. Inicialmente, o nadador baiano de 28 anos havia terminado a prova em quarto lugar, com o tempo de 1:54.03. Mas herdou a medalha após a desclassificação do argentino Guillermo Bertola, então segundo colocado, que cometeu uma infração nas normas de controle antidopagem da Federação Internacional de Natação (FINA). O evento está previsto para iniciar ao meio-dia e terá transmissão ao vivo pelo Canal Olímpico do Brasil.ebc Maratonista aquático Victor Colonese recebe bronze do Pan de Limaebc Maratonista aquático Victor Colonese recebe bronze do Pan de Lima

“Essa medalha tem um gostinho especial principalmente pela importância dos Jogos Pan-americanos, uma das maiores competições que a gente tem a nível internacional, e consegui essa conquista logo na minha primeira participação, igualando o melhor resultado do Brasil nessa prova no masculino”, disse o nadador, que representa a Unisanta (SP) há 11 anos, relembrando a conquista de Allan do Carmo no Rio 2007. A decisão da realocação da medalha foi confirmada no dia 1° de julho de 2020, após o Comitê Olímpico do Brasil (COB) receber um comunicado oficial da Panam Sports, entidade máxima do esporte no continente, anunciando que a suspensão de Bertola pela FINA implicava na anulação de seus resultados nas temporadas 2018 e 2019. 

“É uma situação diferente. Vou subir ao pódio sozinho, mas estou feliz porque é praticamente uma homenagem para mim. Não tenho ideia de como será, mas é uma honra que a cerimônia aconteça no clube onde tenho uma bela história”, contou Colonese, que se formou engenheiro de produção pela Unisanta em 2020. Com mais essa conquista, o Brasil passa a ter 169 medalhas na classificação final de Lima 2019: 54 ouros, 45 pratas e 70 bronzes. Foram três pódios nas maratonas aquáticas: além do bronze de Colonese, Ana Marcela Cunha foi campeã da prova feminina e Viviane Jungblut, terceira colocada.

“A entrega dessa medalha para o Colonese representa o reconhecimento do trabalho duro. A conquista chega num momento de dificuldade e de incertezas para os atletas, vem mostrar que todo trabalho duro tem uma recompensa. Não podemos desistir nunca. É a coroação do trabalho”, disse o diretor geral do COB, Rogério Sampaio.

Edição: Gustavo Faria

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist