Magnus vinga 2016, vence Corinthians e garante o bicampeonato na LNF

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O Magnus Sorocaba é bicampeão da Liga Nacional de Futsal (LNF). Neste domingo (20), o time do interior paulista derrotou o Corinthians por 3 a 0 e assegurou o título que não vinha desde 2014, ano em que a franquia foi fundada. A partida foi realizada no ginásio Professor João Carlos de Camargo, em Votorantim (SP) – município vizinho a Sorocaba (SP), onde a equipe mandou os jogos em 2020 – e teve transmissão ao vivo da TV Brasil.ebc Magnus vinga 2016, vence Corinthians e garante o bicampeonato na LNFebc Magnus vinga 2016, vence Corinthians e garante o bicampeonato na LNF

O título coroa uma campanha perfeita do Magnus, primeiro a vencer a LNF de forma invicta. O fixo Rodrigo, capitão da equipe, foi eleito o craque da competição, além de garantir a artilharia, com 15 gols, graças às duas vezes que balançou as redes neste domingo, superando o fixo corintiano Deives. A conquista ainda teve gosto de revanche, já que em 2016, os dois rivais decidiram o título da LNF, com o Timão levando a melhor na ocasião.

“O que fizemos esse ano, nada vai apagar. Estamos muito felizes. Entramos para história como único time campeão invicto. Não esperava por isso [ser eleito o melhor jogador da LNF]. O mais importante é o título. Estava com saudade dessa taça”, comemorou Rodrigo, em entrevista à TV Brasil após a partida.

O primeiro tempo foi movimentado, com muito trabalho para os goleiros Lucas Oliveira e Careca. O Timão ficou na bronca com a arbitragem por ter estourado o limite de cinco faltas em dez minutos, sendo impedido de formar barreira nos tiros livres diretos até o intervalo. Na primeira cobrança do Magnus, Obina defendeu o chute de Rodrigo, mas o lance foi anulado, pelo árbitro entender que o goleiro corintiano – que substituiu Careca somente para essa jogada – se adiantou. Na repetição da batida, Rodrigo teve melhor sorte e colocou o time da casa à frente.

O Magnus voltou do intervalo mais ligado e quase ampliou logo aos dois minutos, em chute na trave do ala Pedrinho. Os goleiros continuaram bastante exigidos. Aos poucos, o Corinthians melhorou e forçou o rival a cometer faltas em sequência. Em oito minutos, o cenário do primeiro tempo se inverteu, com o time sorocabano estourando o limite de infrações. O Alvinegro, porém, não aproveitou a vantagem. Para piorar, ainda teve o ala Murilo expulso aos 12, tendo que ficar com um jogador a menos por dois minutos – ou até sair um gol.

E o gol saiu quase em seguida, mas para o Magnus, em pênalti convertido por Rodrigo. O Timão teve a chance de descontar em tiro livre direto, mas a cobrança de Jackson Samurai parou em grande defesa de Lucas Oliveira. Com dois gols atrás e também tendo estourado o limite de faltas, o Corinthians foi para o tudo ou nada, com Jackson Samurai virando goleiro-linha. No contra-ataque, o ala Marinho tabelou com o ala Danilo Baron e bateu para o gol vazio, definindo o jogo e o título, faltando menos de dois minutos para o apito final.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist