Grêmio segura São Paulo no Morumbi e vai à final da Copa do Brasil

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O Morumbi, na capital paulista, recebeu o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil entre São Paulo e Grêmio. Depois da vitória por 1 a 0, em Porto Alegre, o Tricolor gaúcho dependia de um empate para chegar à 9ª final e manter vivo o sonho do hexacampeonato. O dono da casa precisava de, no mínimo, dois jogos de vantagem para retornar a uma decisão depois de 20 anos e tentar o título inédito.ebc Grêmio segura São Paulo no Morumbi e vai à final da Copa do Brasilebc Grêmio segura São Paulo no Morumbi e vai à final da Copa do Brasil

A primeira grande chance do jogo foi dos visitantes. Aos 10 minutos, depois de um escanteio cobrado por Jean Pyerre, Diego Souza ajeitou e Victor Ferraz dominou sozinho quase dentro da pequena área. O chute do lateral-direito bateu na trave. Aos 18, de novo quase gol dos gaúchos. Diego Souza forçou o erro na saída de bola do Daniel Alves e tentou uma bicicleta depois da rebatida. A bola passou muito perto. Até a metade do primeiro tempo, a estratégia do técnico são-paulino, Fernando Diniz, de escalar o meia Tchê Tchê no lugar do atacante Luciano lesionado, que havia dado certo na vitória sobre o Atlético Mineiro por 3 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, não havia surtido efeito. Eram apenas finalizações sem perigo. O time estava muito nervoso e errava demais.

A primeira boa chance do Tricolor do Morumbi apareceu aos 28. Justamente quando Tchê Tchê achou um lugar às costas dos volantes gremistas, ele abriu para Juanfran, que cruzou. A zaga falhou e o próprio Tchê Tchê tocou para Gabriel Sara, que bateu colocado de dentro da área. A bola passou longe. Aos 32, Bruno Alves concluiu de cabeça um escanteio, com perigo. Os últimos minutos na primeira etapa foram muito truncados e com poucas oportunidades. Dessa forma, os dois times foram para os vestiários com o placar fechado. Até aquele momento, a vaga era do Grêmio.

Pouca coisa mudou no começo da etapa final. O São Paulo seguia procurando espaços, enquanto o Grêmio marcava e esperava a chance de encaixar o contra-ataque fatal. A primeira chance foi do São Paulo. Aos 12, o lateral-esquerdo Léo tentou finalizar dentro da área. Só que pegou muito mal e mandou longe. O Tricolor do Morumbi continuava com a bola, mas não levava perigo para o Grêmio. Aos 18, Fernando Diniz mudou. Colocou Vitor Bueno e Toró e tirou Léo e Luan. Renato Gaúcho apostou na velocidade do Ferreira, no lugar do lesionado Victor Ferraz. Thaciano, que já havia entrado no lugar do Alisson, foi deslocado para a direita.

Aos 33, vendo que a equipe tinha a bola, só que não conseguia criar praticamente nada, Fernando Diniz fez três mudanças. Tirou Tchê Tchê, Igor Gomes e Bruno Alves. Entraram Hernanes, Tréllez e Paulinho Bóia. O Grêmio também mudou em série. Diego Souza, Pepê, Jean Pyerre saíram. Foram a campo Paulo Miranda, Darlan e Everton. O jogo esquentou. Teve muita catimba, muita discussão. O São Paulo conseguiu a primeira conclusão ao gol gremista apenas aos 47 minutos. Depois de outro bate e rebate dentro da área, Toró, sozinho, cabeceou e o goleiro Vanderlei defendeu.

Mas o jogo ficou nisso mesmo. Empate em 0 a 0. E a vaga à decisão ficou com o Grêmio. O São Paulo colecionou a 28ª eliminação na década em mata-matas. A decisão contra o Palmeiras será apenas em 2021. As datas dos jogos são 3 e 10 de fevereiro. A ordem dos confrontos será definida em sorteio na sede da CBF.
__________________________________________________________

Edição: Gustavo Faria

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist