Copa Verde: Remo e Manaus avançam e se enfrentam nas semifinais

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


Um dos confrontos semifinais da edição 2020 da Copa Verde está decidido: Remo e Manaus. Neste domingo (8), o Leão Azul foi derrotado pelo Independente-PA por 3 a 1 no estádio Navegantão, em Tucuruí (PA), mas levou a melhor nos pênaltis, ao ganhar por 3 a 0. No jogo de ida, na última quarta-feira (4), os remistas venceram por 2 a 0 no estádio Mangueirão, em Belém. O Gavião, por sua vez, superou o Paysandu por 2 a 1 na capital paraense, no duelo entre os dois maiores campeões do torneio.ebc Copa Verde: Remo e Manaus avançam e se enfrentam nas semifinaisebc Copa Verde: Remo e Manaus avançam e se enfrentam nas semifinais

A outra semifinal será definida nesta segunda-feira (8). Às 16h (horário de Brasília), Vila Nova e Cuiabá fazem o jogo de volta do confronto no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia. No jogo de ida, realizado na sexta-feira passada (5) na Arena Pantanal, em Cuiabá, o Dourado venceu por 1 a 0. Quem avançar, terá pela frente o Brasiliense, que eliminou o Atlético-GO neste domingo. Os dias e horários das próximas partidas ainda serão anunciados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Eficiência nos pênaltis salva Leão

A classificação do Remo em Tucuruí foi sofrida, com gols apenas no segundo tempo. Aos seis minutos, após um bate-rebate na área, o meia Fagner levantou de bicicleta para cabeçada do atacante Joãozinho, que colocou o Independente na frente. Aos 13 minutos, o atacante Augusto chutou na trave e o meia Felipe Gedoz empatou no rebote. A resposta do Galo Elétrico foi imediata: no lance seguinte, o lateral Paulinho dominou na área pela direita, bateu cruzado e marcou o segundo gol do time da casa.

Precisando de mais um gol para forçar a decisão nos pênaltis, o Independente passou a levantar bolas na área. Aos 45 minutos, a estratégia deu certo. A zaga remista afastou mal e a bola sobrou nos pés do atacante Marcus, que finalizou livre, próximo à pequena área, e fez o terceiro do Galo. A reação, porém, terminou aí. Nas penalidades, a equipe de Tucuruí perdeu as três cobranças. O Remo, ao contrário, converteu os três chutes com Felipe Gedoz, o lateral Wellington Silva e o zagueiro Rafael Jansen.

Gavião derruba Papão em Belém

No Mangueirão, o chute na trave do meia Marlon, aos 26 minutos, foi a única chance real do Paysandu no primeiro tempo. Bem postado na marcação, o Manaus assustou com jogadas pelos lados, em velocidade, mas balançou as redes com uma mãozinha rival. Aos 33 minutos, após cobrança de escanteio, o atacante Flávio cabeceou para o próprio gol, colocando o Gavião à frente.

Aos 13 minutos da etapa final, o atacante Gabriel Davis dominou na entrada da área e finalizou sem chances para o goleiro Paulo Ricardo, aumentando a vantagem manauara. Nove minutos depois, o zagueiro Luís Fernando deu bobeira na área e Marlon aproveitou, descontando para o Papão. Aos 34 minutos, o atacante Debu perdeu o empate na cara do goleiro Rafael, chutando por cima da meta. Foi a última oportunidade real do time bicolor, que pressionou, mas não conseguiu alterar o marcador.

Na partida de ida, disputada na última quarta-feira, no estádio Bezerrão, no Gama (DF), Manaus e Paysandu haviam empatado por 1 a 1. O tento amazonense foi polêmico, originado de um chute do atacante Jackie Chan em que a bola bate no travessão e quica no chão, antes da linha. O auxiliar Paulo Cesar Ferreira de Almeida, porém, entendeu que a bola havia entrado e correu para o centro do campo. O árbitro Eduardo Tomaz de Aquino Valadão validou o lance e gerou muita reclamação dos bicolores.

Veja a tabela da Copa Verde.

Edição: Fábio Lisboa

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist