Press "Enter" to skip to content

Brasil terá quatro tenistas em treinamento na Missão Europa em Portugal

O tênis brasileiro dá mais um passo adiante no processo de retorno às rotinas após a paralisação provocada pela pandemia do Covid-19. Neste domingo (9), quatro atletas embarcam para Portugal, onde irão participar da Missão Europa do Comitê Olímpico do Brasil (COB): Beatriz Haddad Maia, Carolina Meligeni, João Menezes e Thomaz Bellucci.

O período previsto para as atividades é de 15 dias e os atletas ficarão concentrados em um ambiente controlado, para diminuir os riscos em relação ao Covid-19. Esta é uma importante iniciativa para ajudar no desenvolvimento dos tenistas, que passaram os últimos meses treinando em locais específicos.

Os treinamentos dos quatro serão realizados no Complexo Desportivo de Rio Maior, equipamento público-privado situado a 75km de Lisboa, que conta com duas quadras de piso duro. Quem comandará as atividades é André Podalka, experiente treinador que aceitou o convite da Confederação Brasileira de Tênis.

“Esse é um momento importante e emblemático em virtude deste contexto que enfrentamos por causa da pandemia, e só realizamos essa operação por conseguirmos viabilizá-la com o menor risco possível para os nossos atletas, que terão a oportunidade de treinarem e se adaptarem para o momento do retorno das competições internacionais. Agradecemos ao fundamental suporte do COB nesta logística, organizada em parceria com a CBT, para tornar isso possível. Essa parceria saudável entre as instituições reflete lá na ponta, para os atletas, que com certeza terão a consciência do simbolismo especial deste momento e estarão motivados para buscarem seus objetivos”, afirma Rafael Westrupp, presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Número 185 do mundo, João Menezes está pré-classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio, já que foi campeão do Pan-Americano de Lima 2019. Ele terá a companhia de Thomaz Bellucci (289) e poderá aprender com a experiência do paulista, que participou das edições de 2008, 2012 e 2016 dos Jogos Olímpicos.

“Estou muito entusiasmado de vivenciar este ambiente olímpico, com a presença de atletas de diferentes modalidades. Isso vai ajudar a acostumar com o que vamos encontrar nos Jogos Olímpicos. Essa viagem surge num momento importante, pois estamos treinando há mais de três meses no mesmo lugar, algo que o tenista não está acostumado. Mudar de ares, treinar com pessoas diferentes, vai ser muito bom. Com certeza, tem muitas coisas positivas para tirar disso”, afirma João Menezes, que precisa estar entre os 300 primeiros do mundo no ranking da ATP de 7 de junho de 2021 para confirmar de vez a vaga em Tóquio.

Números 286 e 402 do ranking da WTA, respectivamente, Beatriz Haddad Maia e Carolina Meligeni também terão a oportunidade de dar sequência aos treinamentos em Portugal. As duas atletas já estão treinando juntas em Itajaí (SC) – onde a CBT mantém um centro de treinamento em parceria com o Itamirim Clube de Campo e com a ADK Tennis. Agora, terão a oportunidade de fazer a ambientação em uma atmosfera esportiva ainda maior.

“É muito boa essa oportunidade de treinar fora do Brasil, perto de outros atletas, em um centro com outro esportes, onde todo mundo estará focado nos Jogos Olímpicos e com grandes objetivos. Eu fico feliz de fazer parte deste grupo e é sempre uma grande emoção participar de uma Missão para representar o Brasil”, destaca Carol, que foi semifinalista de simples e bronze nas duplas nos últimos Jogos Pan-Americanos.

Nos treinamentos, todos os cuidados serão seguidos para garantir a segurança e a saúde dos atletas. Além de acatarem as recomendações da Federação Internacional de Tênis (ITF) e da CBT em seus protocolos de retorno à prática esportiva, há um rígido protocolo desenvolvido para que participem da Missão Europa. Para realizar a operação, o COB desenvolveu diretrizes de controle contra a contaminação da Covid-19. Os integrantes da delegação são testados até 72 horas antes do embarque, só podendo viajar caso apresentem resultado negativo para o PCR. Assim que chegarem a Portugal, eles repetem o procedimento e permanecem em isolamento por 48 horas, até a divulgação do resultado da sorologia, quando estarão liberados para os treinamentos esportivos. Além disso, uma terceira testagem está prevista antes do regresso ao Brasil.

WhatApp & Facebook
  •  
  •  
  •  

Publicidade | Somos Notícia

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *