“Adios Diego”: Maradona é enterrado e mundo chora a perda

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O argentino Diego Maradona, um dos maiores jogadores de futebol da história, foi sepultado nesta quinta-feira (26) enquanto o mundo todo mostrou seu luto pela perda, desde as ruas de Buenos Aires à cidade de Nápoles, na Itália.ebc "Adios Diego": Maradona é enterrado e mundo chora a perdaebc "Adios Diego": Maradona é enterrado e mundo chora a perda

A morte de Maradona aos 60 anos na última quarta-feira (25), após uma parada cardiorrespiratória, provocou tanto o luto quanto as celebrações a uma verdadeira estrela do esporte, um gênio em campo, mas com uma vida marcada por dificuldades provocadas pela dependência química.

Em um dia de grandes emoções, o campeão mundial pela Argentina foi levado em um carro funerário na noite desta quinta-feira para o cemitério de Bella Vista, nos arredores de Buenos Aires (onde seus pais também estão enterrados) para uma cerimônia de familiares e amigos próximos.

Milhares de argentinos encheram as ruas enquanto a procissão passou no trajeto de uma hora que partiu da Casa Rosada, o palácio presidencial no centro de Buenos Aires, onde o caixão com o corpo de Maradona ficou exposto ao público durante o dia.

Veja momentos marcantes de Maradona:

Mais cedo, confrontos entre a polícia e admiradores e uma atmosfera febril, mais similar a um jogo disputado de futebol do que a um velório, marcaram o dia, com os torcedores se amontoando próximos às grades do palácio para chegar o mais perto possível de seu ídolo.

Na Itália, uma multidão amarrou seus cachecóis azuis e brancos às grades de seu ex-clube, o Nápoli, enquanto na França a primeira página do jornal esportivo L’Equipe disparou: “Deus está morto”.

Na Argentina, foi decretado luto nacional de 3 dias em homenagem ao jogador que liderou a seleção do país ao título da Copa do Mundo de 1986, e que é reverenciado como uma figura religiosa. Dezenas de milhares foram às ruas, muitos sem máscaras faciais apesar dos temores com a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Alguns deixaram flores e mensagens na casa onde o jogador passou sua infância.

“Maradona para mim é a melhor coisa que aconteceu em minha vida. Eu o amo como amo meu pai, e é como se ele mesmo tivesse morrido”, disse Cristian Montelli, de 22 anos, um torcedor do ex-clube de Diego, o Boca Juniors, com lágrimas nos olhos após passar pelo caixão do astro. “Se eu morrer jovem, com sorte lá em cima posso jogar bola e assistir a um jogo do Boca com ele”, acrescentou Montelli, que tem o rosto de Maradona tatuado em uma perna.

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist