Press "Enter" to skip to content

Seduc traça estratégia para cuidado socioemocional de alunos

Com o intuito de traçar estratégias para o cuidado socioemocional de alunos e professores, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizou, na sexta-feira (22), uma reunião com gerentes regionais e equipes multiprofissionais, compostas por psicólogos e assistentes sociais da rede. O encontro ocorreu de forma virtual, por videoconferência, e contou com 115 participantes.

Participaram da reunião o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera; o superintendente de ensino, José Barros Sobrinho, atualmente coordenador da Comissão de Enfrentamento às Situações de Violência Escolar.

No encontro, os participantes acompanharam as ações educativas remotas que estão sendo articuladas para o cuidado socioemocional e aprendizagem dos estudantes e profissionais da rede, expostas pela diretora da Unidade de Gestão e Inspeção Escolar (Ugie), professora Ana Rejane, e sobre o Projeto Minuto Pela Vida, explanado pela gerente de Inclusão e Diversidade, professora Luiza Solano, dentre outros assuntos abordados.

“As equipes puderam falar sobre o trabalho realizado e os desafios enfrentados devido à pandemia da Covid-19. Como encaminhamentos da reunião, foram articuladas ações continuadas de assistência a toda comunidade escolar”, destaca Ana Rejane.

Ellen Gera reforça que a Seduc retomou às atividades para cuidar do lado cognitivo dos estudantes, evitando o retrocesso de aprendizagem e garantindo o vínculo escola-estudante.

“Outro lado muito importante dessa retomada é cuidar dos fatores socioemocionais que envolvem os alunos, que nesse momento estão em casa, com dúvidas, ociosos e reclusos. Nos preocupamos para que no momento da retomada seja muito menor o prejuízo que seria se estivéssemos com distanciamento total da nossa comunidade estudantil e com os profissionais de educação”, afirma o secretário.

Esse cuidado já era uma pauta prioritária da Seduc antes da pandemia, cuidar não só dos estudantes, mas dos profissionais da educação e das famílias que compõe a comunidade escolar, que também sofre nesse momento. Para isso, foi criado em 2019 a Comissão Estadual de Enfrentamento às Situações de Violência Escolar.

Repórter: Helder Rocha

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *