Menu...

14 de dezembro de 2018

Confirmada a fraude, Secretaria de Segurança do Piauí anula prova do concurso da Polícia Militar


Hospital de Olhos

FRAUDE NO CONCURSO DA POLÍCIA MILITAR – A primeira etapa do concurso da Polícia Militar do Piauí foi anulada na manhã desta segunda-feira (22) após reunião entre o Núcleo de Promoção de Concurso (Nucepe) e a Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

O comandante geral da PM-PI, coronel Augusto Gomes assegura que “comprovadamente houve vazamento de cinco questões de Português”.

“Tomamos a decisão de anular a primeira etapa após essa comprovação, pensamos nos 32 mil candidatos que se inscreveram, estudaram. Vazou uma questão ou a prova toda, não importa, o certame está contaminado. Nós vamos repetir a primeira fase. O concurso não será nulo por completo. Os inscritos serão os mesmos, não vamos abrir novas inscrições. As regras, inclusive de idade, serão as mesmas do edital. Sabemos que há um prejuízo, mas não podemos continuar um certame contaminado em sua origem”, disse o comandante.

Duas pessoas foram apontadas como responsáveis pelo vazamento. Doze pessoas foram presas, mas dez foram liberadas após pagamento de fiança.

“A qualificação e identificação dos presos não serão repassadas para não atrapalhar as investigações”, disse o delegado geral, Riedel Batista, ao assegurar que a preocupação está em garantir a lisura do certame.

O coordenador do Greco, o delegado Willame Moraes, assegura que “alguns dos envolvidos confessaram o crime.

“Muitos confessaram os crimes e indicaram a participação ainda de outras pessoas nas fraudes. No momento vamos manter o teor desses depoimentos em sigilo para não comprometer as investigações”, declarou.

A data da realização de aplicação da nova prova será divulgada. Durante a manhã desta segunda-feira, ficou confirmado que houve vazamento da prova dois dias antes da aplicação.

Da Policia Civil participaram da reunião o secretário de Segurança, Fábio Abreu, o delegado geral Riedel Batista, o coordenador do Greco, Williame Moraes, e o delegado Kleydson Ferreira. Da Polícia Militar, o comandante geral coronel Carlos Augusto. Do Nucepe, o presidente Pedro Junior e o reitor da Universidade Estadual do Piauí, Nouga Cardoso.

Mais de 32 mil candidatos se inscreveram para disputar as 400 vagas disponíveis, que serão distribuídas em cidades do Piauí.

Tags:

Comente aqui

Praesent Aenean in ut id nec non dictum quis, felis Nullam