Prefeito Adelbarto emite decreto com novas proibições em razão da Covid-19; veja!

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

O prefeito de São Francisco do Maranhão, Adelbarto Santos, publicou nessa quinta-feira(21) o Decreto nº 04/2021, que dispõe sobre novas proibições e medidas de caráter preventivo no município em razão dos casos de infecção por Covid-19.

O decreto proíbe a realização de eventos, confraternizações, atos corporativos, como também suspende licenças e autorizações de festas particulares ou eventos que gerem aglomerações. O decreto tem validade de 30 dias.

Decreto com medidas e novas proibições


Art. 1º Ficam proibidos a realização de eventos, confraternizações atos corporativos, institucionais e/ou sociais, públicos ou privados, os quais venham a gerar aglomerações, ainda que em espaços abertos ou semiabertos, independentemente do número de pessoas, sobretudo desde o presente momento até o período carnavalesco que se aproxima e após este, casos as taxas de contágio continuem elevadas;

§1º – Todas as licenças e autorizações de festas particulares ou públicas, e atividades gerais que gerem aglomerações no período de vigência deste decreto, deverão ser suspensas.

§ 2º – Os sons automotivos estão proibidos em todo território do município. Considera-se som automotivo, qualquer aparato de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas dos veículos.

Art. 2º – A prática de esportes e/ou jogos coletivos estão proibidas, sendo somente permitido treinos e amistosos, desde que os praticantes sejam residentes do Município São Francisco do Maranhão, e que não haja torcidas, a fim de evitar disseminação do vírus.

§ 1º – O Projeto Social Semeando o Futuro seguirá as orientações da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

§ 4º – A Secretaria de Esportes e Lazer poderá aplicar advertências, suspensões e perda de pontos aos times que desrespeitem o presente decreto.

Art. 3º Os bares do Município poderão voltar a funcionar em horário normal.

§ 1º – Os bares deverão funcionar com 50% (de sua capacidade), as mesas devem ser colocadas em local aberto, respeitando a distância de 02 metros.

Art. 4º O comércio local funcionará da seguinte maneira:
I – Lojas de roupas, móveis, calçados e construções;
II – Supermercados, açougues e similares;
III – Postos de Combustíveis e farmácias;
IV – Restaurantes, lanchonetes, pizzarias e similares;
V – Oficinas mecânicas e Lava-jato;
VI – Salões de beleza;
VII – Padaria;
VIII – Os Mercados Públicos do Município;

§ 1º – Os estabelecimentos citados no artigo acima voltarão a funcionar em horário normal.

§ 2º – Os proprietários são responsáveis pela organização das filas, sem aglomerações, sendo obrigatório o fornecimento de equipamentos de proteção individual aos seus empregados, como máscaras, bem como material de limpeza, como álcool 70, água e sabão para a limpeza das mãos. O material de limpeza deve estar disponível para empregados e clientes.

Art. 5º – O atendimento da atenção básica voltará a funcionar, respeitando as normas técnicas elaboradas pela coordenação da mesma.

Art. 6º – Os serviços públicos podem ser realizados, preferencialmente mediante agendamento.

Art. 7º – A travessia de balsas e canoas funcionarão normalmente, 24 h por dia, todos os dias da semana.

§ 1º – Devendo respeitar as seguintes normas de segurança, sem aglomerações, sendo obrigatório o fornecimento de equipamentos de proteção individual aos seus empregados, como máscaras, bem como material de limpeza, como álcool 70, água e sabão para a limpeza das mãos. O material de limpeza deve estar disponível para empregados e clientes.

§ 2º – As balsas e canoas devem ter reforços na limpeza, sendo feitas no mínimo 02 (duas) vezes ao dia.

Art. 8º – O uso de máscaras continua obrigatório em todo o município, não sendo permitida a circulação de pessoas sem as mesmas em vias públicas, comércios, restaurantes, farmácias e demais estabelecimentos.
PARÁGRAFO ÚNICO – O não cumprimento de disposto no artigo acima, poderá acarretar em sanções, conforme a legislação vigente;

Art. 9 º – Os velórios deverão ser realizados de acordo com a nota técnica emitida pela Secretaria Estadual de Saúde e as recomendações da ANVISA.

Art. 10 – Os cultos religiosos poderão ser realizados, das 06:00 h às 22:00 h, desde que mantenham o ambiente arejado, com as janelas abertas, instalar pia com água e sabão e papel toalha na entrada das igrejas, como também o uso de máscaras de todos que participarem, a limpeza das superfícies fixas devem ser feitas com álcool gel ou água sanitária na proporção de 20% por litro d´água, o uso do microfone será de forma individual, a depender da quantidade dos mesmos. Fica proibida a participação de pessoas do grupo de risco, como também as pessoas com sintomas de gripe, a distância mínima de uma pessoa para outra deve ser de 2 metros, e com duração máxima de 60 minutos.

Art. 11 – A Vigilância Sanitária e a Guarda Municipal, trabalharão em conjunto para que o decreto seja cumprido, fazendo barreiras sanitárias quando necessário.

PARÁGRAFO ÚNICO – Os órgãos citados acima serão responsáveis pelo cumprimento do presente decreto, contando quando necessário com o apoio da Polícia Militar que poderá em caso de resistência ou desobediência fazer a condução para a DP;

Art. 12 – As sanções citadas no presente Decreto, será a doação de 02 (duas) a 10 (dez) cestas básicas, no valor de R$ 50,00 (cinquenta) reais, quem for multado terá o prazo de 05 (cinco) dias para realizar a entrega das mesmas, junto a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Art. 13 – O presente decreto terá a duração de 30 (trinta) dias, onde após esse período será feita nova avaliação.

Art. 15 – O não cumprimento do disposto nesse Decreto ficarão sujeitos às penalidades previstas na legislação aplicável;


Este decreto entra em vigor na data de sua afixação no átrio do Poder Executivo Municipal, e publicação simultânea no órgão de imprensa oficial do Município, aos moldes da Lei Orgânica Municipal.

Registre-se, Publique-se e Cumpra-se

São Francisco do Maranhão – MA, 21 de Janeiro de 2021.
ADELBARTO RODRIGUES SANTOS
PREFEITO MUNICIPAL

plano de vacinação de São Francisco do Maranhão. 

Prefeito emite decreto com novas proibições
Prefeito evidencia as novas proibições

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist