Press "Enter" to skip to content

Ministério Público investiga irregularidades em dispensa de licitação pela prefeitura de Arraial para compra de testes

A prefeitura de Arraial entrou na mira do Ministério Público do Piauí, que está investigando a existência de possíveis irregularidades na dispensa de licitação para aquisição de testes rápidos destinados ao enfrentamento da Covid-19.

O procedimento foi instaurado por meio da Promotoria de Justiça de Floriano, que tem à frente o promotor José de Arimateia. Ele considerou que o Tribunal de Contas do Estado do Piauí suspendeu pagamentos à empresa Ronaldo A. da Silva ME em razão de suposta utilização de orçamentos fraudados para escolha da proposta mais vantajosa na aquisição direta de testes rápidos de detecção de anticorpos contra o novo coronavírus.

A conclusão do Parecer do Centro de Apoio Operacional de Combate à Corrupção e Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público do Estado do Piauí (CACOP/PI) é que há indícios veementes de organização criminosa que atua em pelo menos 27 municípios, a exemplo de Arraial, em 27 processos licitatórios, todos com a finalidade de compra de insumos para a Covid-19.

Uma série de diligências foi determinadas pelo promotor para apuração do caso.

Com informações do 180graus

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *