Menu...

21 de setembro de 2019

Saúde se organiza em Amarante para a Semana Nacional de Combate ao Aedes Aegypti


Hospital de Olhos

A Secretaria Municipal de Saúde realizou na Câmara de Vereadores na noite dessa segunda-feira (19) uma discussão sobre a Semana Nacional de Mobilização Intersetorial de Combate ao Aedes Aegypti.

A discussão contou com a presença de representantes da sociedade civil, além de membros da Educação, Meio Ambiente, Obras, Tributos e Limpeza Pública.

A Secretaria de Saúde debateu com o público sobre as ações que devem ser desenvolvidas durante a Semana, que acontece de 26 a 30 de novembro. A proposta é mobilizar e sensibilizar as redes de Educação, Assistência Social, Saúde na prevenção da Dengue, Zika e Chikungunya, bem como no combate ao mosquito Aedes Aegypti.

O secretário de Meio Ambiente, Diogo Josennis, participou da discussão. Ele falou sobre a importância da parceria entre Saúde e Meio Ambiente, ao considerar que, quem ganha com a “união de forças” é a população.

“A dengue não é uma questão só da Secretaria de Saúde, até pela questão ambiental: limpeza, preservação de córregos, manter limpa a margem dos rios. Com essa união de forças, nessa luta contra a dengue e Chikungunya, quem ganha são os munícipes. Vamos buscar junto à administração a distribuição de pontos de coleta de lixo para evitar que as pessoas joguem lixo no meio da rua, o que vai contribuir, e muito, nessa missão de combate à dengue”, disse ele.

Publicidade | Somos Notícia

A secretária municipal de Saúde, Antonia Carvalho, considera que a discussão representa um passo na organização das atividades. “Posso afirmar que esta oficina representa o primeiro passo para a realização das atividades da Semana Nacional. Hoje estamos também ouvindo sugestões de atividades para melhorar nosso conjunto de ações”, disse ela ao considerar que Amarante está com um baixo índice de dengue e Chicungunya.

Na ocasião da discussão, foi apresentada ao público a situação epidemiológica do município. A coordenadora municipal da Atenção Básica, Fátima Noleto, apresentou os pontos de vulnerabilidade no município e, ao mesmo tempo, o conjunto de ações de equipes da Saúde no combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Fotos: Denison Duarte

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Tags: