Queimadas em Amarante

Queimadas em Amarante assustam moradores e donos de animais

Hospital de Olhos
Publicidade | Somos Notícia

O início dos meses mais quentes do ano chegou assustando moradores do Conjunto Sinhá Ayres e de outros bairros de Amarante por causa das queimadas.

No começo da tarde desta quarta-feira (21), criadores de gado, nas proximidades do rio Mulato, tiveram que retirar os animais por causa do fogo que se alastrou na região do Conjunto Sinhá Ayres.

Não há informação de morte animal ou de outros danos provocados pelo fogo, como também não há informações se o incêndio foi criminoso.

Clique no banner e faça suas apostas | Somos Notícia

Outros bairros que também já foram afetados este ano, mesmo antes do B-R-O-BRÓ, foram o Novo Amarante e Areias.

“Eu acordei aterrorizada! No ano passado (o fogo) foi na frente de casa, e agora nos fundos. Eu comecei a jogar água por cima do muro, mas comecei a ficar com falta de ar por causa do meu problema respiratório”, disse uma moradora de Areias após um incêndio no dia 8 de agosto, em Areias.

De acordo com o delegado de Polícia Civil, Otony Nogueira Neto, quem for pego ateando fogo e causar danos, deverá responder pelo rigor da lei com base nos danos provocados.

“A pena para quem for flagrado ateando fogo, vai depender da gravidade do caso concreto, como também da culpabilidade. A pessoa vai responder conforme o prejuízo causado pelo crime, seja queimando mata preservada, matando animais ou apenas causaando poluição”

Publicidade | Somos Notícia

De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, para a imposição da pena será observada “a gravidade do fato, tendo em vista os motivos da infração e suas conseqüências para a saúde pública e para o meio ambiente.”

Fotos e vídeo: Leomar Duarte e Gisele Duarte | Somos Notícia

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *