Menu...

22 de setembro de 2019

Amarantino é preso pela Polícia Civil por estelionato a empresas no Maranhão


Hospital de Olhos

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Barão de Grajaú, deflagrou uma operação nessa terça-feira(10) e prendeu cinco pessoas, dentre elas o amarantino Waldone Barbosa da Silva, que foi capturado por volta das 10h em Amarante.

Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva pela prática de estelionato a supermercados e a um distribuidor de bebidas no Maranhão.

“Ele fazia uso de folhas de cheques sem fundos de terceiros, inclusive de pessoas mortas”, afirmou a Polícia Civil em nota.

Waldone Barbosa da Silva foi capturado por volta das 10h em Amarante, segundo a polícia, quando tentava atravessar o rio Parnaíba em uma balsa.

Na operação, foram presas também outras quatro pessoas com mandados de prisão em aberto.

Antônio Eliesio Ferreira, acusado de estupro de vulnerável no dia 19 de agosto, foi preso preventivamente em Barão de Grajaú, onde supostamente ocorreu o crime. A ordem de prisão foi dada na residência do acusado no início da tarde dessa terça-feira.

Jenilson Cândido Feitosa da Silva foi preso por crime de furto qualificado ocorrido no dia 8 de setembro no bairro Varginha em Barão de Grajaú. Ele foi sentenciado a dois anos e sete meses de reclusão, e foi preso em sua residência no início da tarde dessa terça-feira.

Rafael Oliveira Ferreira, acusado de lesão corporal em desfavor de sua companheira no dia 3 de setembro deste ano, foi capturado na cidade de Barão de Grajaú por volta das 16h.

Publicidade | Somos Notícia

E, por último, foi preso Valderi Oliveira da Silva, por força de sentença condenatória pelos crimes de furto e receptação em maio e junho de 2017. Valderi foi condenado à pena de reclusão de três anos e três meses. Ele foi capturado por volta das 17h na cidade de Barão de Grajaú.

“Todos os presos foram encaminhados para a Delegacia de Barão de Grajaú onde foram cientificados das Ordens de Prisão, e, após a realização de exame de corpo de delito, foram encaminhados para a Unidade Prisional de Ressocialização de São João dos Patos até deliberações ulteriores”, finaliza a Polícia Civil em nota.

Fotos: Polícia Civil do Maranhão

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Tags: