‘Vamos ser prejudicados’, diz jovem de PE que fará Enem pela terceira vez

Hospital de Olhos
Publicidade | Somos Notícia

Revolta, desânimo e tristeza. Os sentimentos se misturam para quem vai ter que fazer, pela terceira vez, parte das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014. O Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que 31 pessoas terão que refazer o teste nesta quinta (8), em Pernambuco.

Os candidatos refizeram o exame em 9 e 10 de dezembro, quando houve reaplicação dos testes em localidades onde houve problemas durante a primeira aplicação, ocorrida em 8 e 9 de novembro, principalmente por falta de energia elétrica. Entretanto, segundo o Inep, o caminhão dos Correios que transportava os cartões de resposta e as provas de redação para correção foi roubado no Rio de Janeiro, em 16 de dezembro. A Polícia Federal investiga o caso.

A nutricionista Lays Souza, 23 anos, moradora de Escada, na Mata Sul do estado, é uma das candidatas que vai fazer a prova novamente. “Com certeza, vamos ser prejudicados. Ninguém está mais estudando, o ritmo acabou. As provas começam ao meio-dia. Quando você está estudando, é normal estar acordado antes desse horário. Quem está de férias está acordando [perto de meio-dia]”, reclama.

Clique no banner e faça suas apostas | Somos Notícia

Lays sonha com uma vaga no curso de medicina. Depois de ter que refazer o exame em dezembro, devido à falta de energia em um dos locais de aplicação do teste, foi surpreendida por uma ligação na última sexta (2), informando que teria de fazer mais uma vez a prova, pois o caminhão com os cartões de resposta havia sido roubado.

Publicidade | Somos Notícia

“Minha nota vai ser diferente. Uma coisa é saber um mês antes, outra é ficar sabendo na semana anterior. Uma coisa é você fazer a primeira. Eu estava transcrevendo a redação quando faltou luz. A segunda, a prova foi ótima. E agora… Eu não sei se vou ter disposição para fazer todas aquelas questões”, aponta a nutricionista, que estuda a possibilidade de entrar na Justiça.

A estudante Marcela Pereira, 18 anos, tinha planos de ir para uma praia, aproveitar as férias, antes de ficar sabendo que teria que refazer o Enem. “Eu pensei que estava livre, não estava estudando. Da outra vez, quando faltou luz, a gente sabia que ia ter que refazer, mas agora não deu tempo nem para estudar. No dia que recebi a notícia fiquei triste, em choque, sem vontade de fazer a prova”, conta.

Buscando uma vaga no curso de administração, a estudante ainda tentou revisar os conteúdos que teve mais dificuldades. “Eu fui bem na primeira, na segunda eu fui melhor porque, querendo ou não, tive mais tempo para estudar. Eu espero que vá bem agora, porque psicologicamente já estou prejudicada, mas espero que isso não aconteça também na prova”, afirma.

Sisu
A nota do Enem deve ser divulgada em breve, já que, entre os dias 19 e 23 de janeiro, é aberto o cadastro para participar da primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A assessoria de comunicação do Inep garantiu que a nota dos estudantes que vão fazer a prova nesta quinta-feira (8) vai ser liberada “em tempo hábil para se inscreverem no Sisu”, não sendo assim prejudicados.

O Sisu é o processo seletivo que usa as notas do Enem para distribuir estudantes em cursos de graduação de universidades federais e institutos tecnológicos de ensino superior. Para participar, é preciso ter feito o Enem e obtido nota acima de zero na redação

Publicidade | Somos Notícia
Publicidade | Somos Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *