Subestação de Macapá recebe terceiro transformador

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O transformador trifásico que a Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) alugou para servir temporariamente como reserva de segurança na estação de Macapá foi entregue neste domingo (20), na capital amapaense. Pertencente à estatal Central Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte), o equipamento pesa cerca de 200 toneladas e foi retirado da subestação de Boa Vista, capital de Roraima, no último dia 2. Segundo a LMTE, o transformador entrou em fase de teste ontem mesmo.ebc Subestação de Macapá recebe terceiro transformadorebc Subestação de Macapá recebe terceiro transformador

A previsão da LMTE é que o transformador esteja pronto até o natal, desde que as condições climáticas continuem favoráveis à realização dos testes necessários. Até lá, a Subestação de Macapá continuará funcionando com dois apenas dois equipamentos.

Por precaução, as subestações de energia do Amapá operam com três transformadores. No entanto, a da LMTE em Macapá opera com apenas dois desde dezembro do ano passado. E um deles pegou fogo no início do novembro.

As chamas se espalharam atingiram os outros dois transformadores, incluindo o que há quase um ano aguardava manutenção. O problema causou o desligamento automático nas linhas de transmissão Laranjal/Macapá e das usinas hidrelétricas de Coaracy Nunes e Ferreira Gomes, que abastecem a região. Treze das 16 cidades amapaenses foram afetadas, o que levou a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) a impor um rodízio que durou 21 dias.

Dos três transformadores atingidos pelo fogo, um foi consertado e voltou a funcionar no dia 7 de novembro – quatro dias após o incêndio; e o segundo foi substituído por equipamento vindo de Laranjal do Jari, no Amapá, entrando em operação no dia 24 daquele mês. E o transformador de Laranjal do Jari será substituído por um removido da subestação da Eletronorte em Vila do Conde, no Pará.

A decisão de enviar o aparelho da Eletronorte de Boa Vista para Macapá, em regime de cessão onerosa temporária, foi do gabinete de gestão de crise que o Ministério de Minas e Energia criou  para centralizar as ações adotadas a fim de restabelecer o fornecimento de energia elétrica.

Além de representantes do ministério, da Eletronorte e da LMTE, integram o gabinete membros da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

Embora a diretoria da Aneel tenha aprovado a cessão temporária do equipamento da subestação da Eletronorte em Boa Vista para a subestação da LMTE, em Macapá, o diretório do MDB em Roraima ingressou com uma ação na Justiça Federal, no começo de dezembro, para impedir que a medida fosse adiante.

No pedido de tutela antecipada que ajuizou na 4ª Vara da Justiça Federal em Roraima, o diretório estadual do MDB sustenta que, mesmo que provisória, a transferência do transformador “deixaria o estado de Roraima em situação total de risco e vulnerabilidade no que tange ao abastecimento e à distribuição de energia”.

Em nota enviada hoje à Agência Brasil, a LMTE reiterou a informação de que já comprou dois transformadores novos para “reforçar a segurança da transmissão de energia no Amapá”. Os equipamentos estão sendo fabricados, e a estimativa é que sejam entregues no segundo semestre de 2021.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist