Rio volta a pagar pensões relacionadas à chacina de Vigário Geral

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook


O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, assinou hoje (31) um decreto determinando a retomada do pagamento de pensões às famílias de vítimas da chacina ocorrida na favela de Vigário Geral, na Zona Norte da capital fluminense. Além de restabelecer o benefício, todo valor que deixou de ser depositado entre 2019 e 2020 deverá ser quitado na primeira semana de janeiro.ebc Rio volta a pagar pensões relacionadas à chacina de Vigário Geralebc Rio volta a pagar pensões relacionadas à chacina de Vigário Geral

A chacina ocorreu na madrugada de 29 de agosto de 1993, quando 21 moradores foram executados por um grupo de homens encapuzados. O crime teria sido motivado por vingança, após quatro policiais militares serem executados por traficantes na região. No entanto, nenhuma das vítimas tinha relação com o tráfico de drogas.

O Ministério Público chegou a denunciar mais de 50 pessoas pelo envolvimento no crime, mas apenas quatro foram condenados, todos policiais. O único acusado que ainda se encontra preso é Sirlei Alves Teixeira.

A pensão mensal vitalícia, no valor de três salários mínimos, foi instituída pela Lei Estadual 3421/2000. O benefício deve ser pago ao cônjuge, companheiro ou ao parente mais idoso, ascendente, descendente e colateral até segundo grau.

Segundo o governo, os repasses estavam suspensos por um problema burocrático. A retomada ocorre após os parentes das vítimas conseguirem chegar a um acordo com o secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Bruno Dauaire.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist