Pesquisa cria inseticida que mata o Aedes Aegypti, transmissor da dengue

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

A Universidade Federal da Paraíba (UFPBA) por meio de uma parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Algodão) desenvolveu um inseticida com eficácia comprovada na eliminação do Aedes Aegypti.

A professora Fabíola Cruz – que é do Departamento de Biologia Celular e Molecular da UFPB, é a responsável pela pesquisa. O produto é criado à base de extrato de agave, planta que é conhecida como sisal.

O inseticida é de baixo custo e teve a sua eficácia comprovada em qualquer fase da vida do mosquito – vetor da dengue, zika e chikungunya.

A Embrapa busca agora empresas que possam fabricar o produto em escala comercial para todo o país.

“Nem a UFPB e nem a Embrapa têm condições de produzir, de tornar o inseticida comercializável. Então, para isso, precisamos de um agente externo, que seria uma indústria”, explicou ao G1/PB a professora Fabíola.

Ela considera que a comercialização do produto vai valorizar a cultura do sisal e ainda possibilitar renda aos produtores da planta na Paraíba.

O produto á foi patenteado pela UFPB de Inovação Tecnológica (Inova-UFPB). A meta, segundo a professora, é que o inseticida esteja no mercado ainda no final deste ano.

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist