Jair Bolsonaro confirma indicação do piauiense Kassio Nunes para ministro do STF

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

O desembargador piauiense Kassio Nunes Marques – do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) teve confirmada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na noite dessa quinta-feira (1º), a sua indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Ele não estava entre os nomes que haviam sido cotados inicialmente para a indicação, a exemplo dos integrantes do governo Jorge Oliveira e André Mendonça.

A próxima vaga a ser preenchida está prevista para julho de 2021, quando será aposentado o ministro Marco Aurélio. Um evangélico está previsto para assumir o cargo.

“Meu compromisso é com o evangélico”, afirmou Bolsonaro. “Por que evangélico? Porque eu tenho um tremendo respeito aos 30% de evangélicos no Brasil. Acho que temos que ter uma pessoa lá dentro. Quando no passado falava que tinha que ter um negro, uma mulher lá dentro, ninguém falava nada.”

“Quando falo que tem que ter evangélico… Não é só porque é evangélico, tem que ter conhecimento de causa, tem que transitar em Brasília”, disse, acrescentando depois que espera que o segundo indicado atue no STF conforme suas convicções pessoais e também o “interesse dos conservadores”, finalizou.

Kassio Nunes é católico e é tido como um dos desembargadores federais mais produtivos entre seus pares e chega a proferir uma média de 600 decisões por dia.

A indicação do desembargador, cuja nomeação precisa ser ratificada pelo Senado, tem o apoio de importantes parlamentares do Centrão, grupo político que reúne diversos partidos e passou a apoiar o governo há alguns meses. Um deles é o senador Ciro Nogueira (PP), que, assim como Nunes, é do Piauí.

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist