AMARANTE

PIAUÍ

MPPI realiza audiência para tratar sobre a fila de vacinação em Picos

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da 7ª e da 8ª Promotorias de Justiças de Picos, com apoio do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAODS), promoveu uma audiência na manhã desta quarta-feira (24) para tratar sobre a fila de vacinação no município de Picos.

O secretário de saúde de Picos apresentou o atual cenário de vacinação. Conforme o gestor, o Ministério da Saúde usou como critério o último censo populacional do IBGE de 2010 para calcular a quantidade de doses a serem enviadas. Segundo ele, as informações relacionadas à idade estariam defasadas, resultando em remessas insuficientes para vacinar o grupo indicado pelo órgão federal.

Informou ainda que, antes mesmo da cobertura vacinal atingir o grupo anterior, de 90 anos ou mais, foram enviadas novas remessas com orientações para avançar e aplicar em idosos de 86 a 89 anos.

Com isso, foram discutidas soluções para a plena cobertura vacinal neste cenário de doses limitadas. Os representantes do MPPI ressaltaram que o panorama atual pede adequações nos planos de vacinação por conta do quantitativo que pode ser produzido diariamente e que os gestores tomem decisões visando garantir a efetiva proteção da população. Foi informado ainda sobre a reserva técnica da vacina que servirá para suprir as necessidades de municípios onde faltaram doses.

Leia Também:  Motociclista embriagado sofre dois acidentes no interior do Piauí; no último, fica em estado grave

Nesse sentido, foram realizadas orientações quanto à aplicação das doses, à organização dos pontos de vacinação para impedir aglomerações, à transparência na execução do plano de vacinação, com divulgação de lista nominal em site oficial, e às estratégias de comunicação com a população para esclarecimento da fila de prioridade. Assim, foi orientado ao gestor municipal de saúde que conclua a vacinação dos grupos anteriores, prevalecendo o critério de maior vulnerabilidade dentre os prioritários.

Participaram da reunião os promotores de Justiça Paulo Maurício Gusmão, titular da 7ª PJ Cível, e Romana Leite Vieira, Titular da 8ª PJ Criminal; a coordenadora do CAODS, Cláudia Seabra; o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios da SESAPI, Herlon Moraes; o secretário municipal de saúde de Picos, Aldo Gil de Medeiros; e o Procurador-Geral do Município, José de Carvalho Júnior.

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

PIAUÍ

Em reunião com ONU e OMS, governadores garantem 8 milhões de doses de vacinas para o Brasil

Avatar

Publicados

em


O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, reuniu-se, na tarde desta sexta-feira (16), com membros da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na oportunidade, foi anunciada a antecipação de quatro milhões doses de vacinas contra o coronavírus para o Brasil, de um total de oito milhões. A reunião foi por meio de videoconferência e contou com a participação dos demais governadores brasileiros integrantes do Fórum de Governadores.

A reunião foi solicitada pelos governadores brasileiros e teve como objetivo fazer um apelo para uma ajuda humanitária ao Brasil para aquisição de vacinas contra a Covid-19, além de remédios e sedativos que compõem o chamado kit intubação. Quem atendeu o pedido foi a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed.

O coordenador do tema vacina do Fórum dos Governadores e governador do Piauí, Wellington Dias, enfatizou que todos reconhecem e têm um posição muito clara de que o problema é do Brasil mas é também do mundo. “Em razão disso, deve-se priorizar o Brasil e sensibilizar os países que são parte da ONU a fim de garantir agilidade na entrega de vacinas, assim como insumos e medicamentos que faltam. É necessário também o compromisso de tratarem sobre a antecipação da transferência tecnológica para a produção de IFA, no Brasil, pela Fiocruz, Butantan e outros laboratórios para que o Brasil, a partir daí, possa também ajudar o mundo”, justificou.

Leia Também:  Moradores no interior do Piauí entram em pânico após abelhas atacarem populares na zona urbana

“A OMS reconheceu que estava no seu cronograma para maio e que vai antecipar o envio de quatro milhões de doses e vai estar tratando com a Índia, Coreia, Espanha, Itália, China e quem tiver condições de ajudar, por essa situação particular do Brasil, com reconhecimento do elevado números de óbitos diários, muitos acima daquilo que acontece em outros países”, disse Wellington Dias. Ao todo, serão oito milhões de doses do consórcio Covax-Facility, das quais quatro milhões serão entregues em abril e o restante, em maio.

O gestor piauiense também revelou que foi colocado em discussão o tema da quebra de patente. “Estamos vivendo um momento de guerra contra o coronavírus, com muitas vidas humanas em jogo”, enfatizou.

Os governadores manifestaram um compromisso com a ONU de manterem um diálogo, mesmo com as diferenças políticas, para conterem a circulação de pessoas com o objetivo de evitar a transmissibilidade. “É preciso, aqui no Brasil, serem adotadas medidas internamente para evitar o crescimento dos casos. Somadas às vacinas, estas medidas retroativas vão gerar resultados. Somente as vacinas, neste instante, não vão resolver”, disse Wellington Dias.

Leia Também:  Defensoria terá expediente regular nos dias que correspondem ao Carnaval

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA