AMARANTE

Piauí

MPPI promove nova audiência para acompanhar o Plano de Vacinação contra a Covid-19 em Teresina e no Piauí

Publicado em

Piauí


Na manhã desta quarta-feira (09/06), o Ministério Público do Piauí, por meio da 12ª Promotoria de Justiça de Teresina, realizou a 18ª audiência na modalidade remota para acompanhar e debater o Plano de Imunização contra a Covid-19 na capital e no Piauí. O Promotor de Justiça Eny Pontes, responsável pela 12ª PJ, realiza as reuniões semanalmente.

A reunião também contou com a presença de outros integrantes do Ministério Público do Piauí, e de representantes do Tribunal de Contas do Piauí (TCE), da Fundação Municipal de Saúde (FMS), da Comissão de Saúde da OAB, dos Conselhos de Classe da capital, dos Conselhos de Saúde do Estado e do Município, do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí (SINEPE), do Conselho Estadual de Educação (CEE), do Movimento Volta às Aulas Teresina e do Movimento Lactantes pela Vacina.

Durante a audiência, o MP deu continuidade ao que foi discutido nas audiências passadas. A primeira pauta discutida pelos participantes foi a imunização dos cuidadores de pessoas com deficiência e a necessidade da intensificação da campanha para incentivar a vacinação dessa população, pois o alcance ainda é baixo. Além disso, foi discutida a articulação da FMS com as associações que atendem às pessoas com deficiência para elaborar uma estratégia de vacinação. Os assuntos foram reforçados pela Promotora de Justiça Janaína Rose, da 33ª PJ de Teresina.

Leia Também:  Após denúncias feitas por Conselho Tutelar, dona de prostíbulo é presa e 4 menores são resgatados

Em relação à educação, a Promotora de Justiça Flávia Gomes, atual representante da 38ª PJ de Teresina, relatou que acompanhantes terapêuticos e estagiários da educação que estão em contato com os alunos nas salas de aulas se enquadram como profissionais da educação, que é o grupo que está sendo imunizado na etapa atual. Representantes da educação na capital, como integrantes do CEE e SINEPE, reforçaram a pauta, que continuará sendo discutida em audiência na segunda (14/06).

Outro tópico da audiência, levantado por membros do Movimento Lactantes pela Vacina, foi a inclusão das lactantes no Plano de Vacinação Estadual, uma vez que a lei que inclui gestantes, puérperas e lactantes como prioridade na imunização foi aprovada pela Alepi e sancionada pelo governador. No entanto, a Sesapi ainda não repassou o quantitativo de doses para a FMS e representantes da saúde do Estado não estiveram presentes na reunião para prestar esclarecimentos. 

Ao longo da reunião, também foi discutida a análise dos laudos utilizados na etapa de vacinação de pessoas com comorbidades; a necessidade da busca ativa das pessoas que ainda não tomaram a 2ª dose; e a possibilidade do agendamento na UBS para quem não tem internet.

Leia Também:  Idosa é presa acusada de comandar boca de fumo no litoral do Piauí

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

Projeto de Prevenção às Drogas é lançado com parceria da Cendrogas

Publicados

em


O Projeto Caretas nos Trilhos, idealizado pela Associação Fraternidade, parceira do Governo do Estado por meio da Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas do Piauí (CENDROGAS-PI), com o objetivo de promover o desenvolvimento integral de adolescentes da Vila Ferroviária, foi lançado nesta terça-feira (22).

O Projeto significa: Quem é careta não usa drogas! Trilhos porque as crianças que frequentam a Associação atravessam os Trilhos da Via Férrea para vir de suas casas para a Fraternidade e muitos jovens nos Trilhos consomem drogas, mas eles passam pelos Trilhos e não estão consumindo drogas.

Através do Projeto 90 adolescentes, terão a oportunidade de praticarem atividades de Ballet e Judô.

“Será desenvolvido com aulas de Ballet nas segundas-feiras, quartas-feiras e sexta-feiras com turmas divididas nos horários de 16h, 17h e 18h. Tem também o Judô nas terças-feiras às 19h e 20h. As crianças e jovens serão beneficiados no fortalecimento da prevenção dos riscos sociais do consumo de drogas, do tráfico e da violência”, explicou a coordenadora da Associação, Rita Lisboa.

Para a Coordenadora Geral de Enfrentamento às Drogas do Piauí, Cida Santiago, a Política Sobre Drogas trabalhada pelo Governo tem servido de amparo para as Organizações da Sociedade Civil – OSCs, que desenvolvem trabalhos de prevenção às Drogas.

“A Cendrogas, por meio do Governo do Estado tem buscado ser essa ponte no financiamento dos projetos de prevenção às Drogas em todos os territórios de desenvolvimento do Piauí”, finalizou Cida Santiago.

Fonte: Governo PI
Leia Também:  Professor alerta sobre os riscos em praticar exercício sem acompanhamento profissional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA