AMARANTE

Piauí

MPPI ajuíza ação civil pública com pedido de tutela de urgência para tratar sobre a vacinação de pessoas com deficiência

Avatar

Publicado em

Piauí


O Ministério Público do Estado do Piauí, por intermédio das 33ª Promotoria e da 28º Promotoria de Justiça de Teresina, ambas especializadas na defesa da pessoa com deficiência e do idoso, ingressou com ação civil pública com pedido de tutela antecipada contra o Estado do Piauí. A ação tem o objetivo de garantir o cumprimento da Lei Estadual nº 7.476, de 18 de janeiro de 2021, que estabelece a prioridade das pessoas com deficiência para a vacinação contra a COVID-19.

Os primeiros pedidos solicitam que o Estado do Piauí, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), adote providências para dar continuidade à vacinação prioritária de pessoas com deficiência e disponibilize os quantitativos de doses necessários, de acordo com os dados do Censo 2010 do IBGE. É necessário que a Sesapi comprove que vacinou todas as pessoas com deficiência institucionalizadas ou, do contrário, a razão pela qual deixou de fazê-lo, além de garantir ao acompanhante ou cuidador da pessoa com deficiência igual prioridade na vacinação, de acordo com a Resolução Conjunta nº 01/2021 CONEDE-PI/SEID-PI.

Leia Também:  Homem é encontrado morto em motel de Teresina

A ação também solicita que após a vacinação dos idosos de 60 anos, o total da reserva técnica do Piauí, e os demais repasses futuros, sejam destinados integralmente para a imunização de pessoas com deficiência, dos quais 24,7% do total deve ser remetido a Teresina, até que seja concluída a vacinação de todas as pessoas com deficiência. Além disso, é necessária a vacinação de todas as pessoas com deficiência permanente, independentemente do critério de ser beneficiário do Benefício Assistencial de Prestação Continuada (BPC), reconhecendo a prioridade absoluta das pessoas com deficiência com comorbidade, como é o caso da síndrome de down.

A promotora de justiça Marlúcia Evaristo, que é a autora da ação, também requer que o Plano Estadual de Imunização do Piauí só avance para as demais fases após a vacinação completa de todos os idosos, pessoas com deficiência permanente institucionalizadas e com comorbidades associadas. Os outros pedidos estão relacionados à elaboração de cronograma de vacinação pela Sesapi e que os dados relativos à imunização das pessoas com deficiência sejam disponibilizados em um site ou em aba específica no site oficial da Secretaria. Em caso de descumprimento, o montante mínimo ao Estado do Piauí e gestores responsáveis é de R$10.000, por dia de atraso de providências.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

MPPI acompanha, fiscaliza e contribui com a vacinação contra a Covid-19 em Teresina

Avatar

Publicados

em


Desde o início da vacinação, as Promotorias de Saúde Pública de Teresina têm acompanhado a execução da campanha e diante das dificuldades tem contribuído com a execução. Inicialmente, na zona urbana, e considerando a complexidade da logística, o Ministério Público disponibilizou dois veículos e designou dois motoristas para auxílio da campanha.

Desta vez, o MPPI colaborou com a imunização dos cidadãos teresinenses que moram nas comunidades Cacimba Velha, quinta-feira (13), e Soinho, sexta-feira (14), localizadas na zona Rural de Teresina. Foram aplicadas doses de vacinas da Covid-19 e da Influenza. 

Nessa nova iniciativa, além de veículos e motoristas, o MPPI forneceu equipamentos, como cadeiras, mesas e toldos para apoiar a aplicação de vacinas. O ônibus da instituição também foi disponibilizado para o deslocamento das equipes dos profissionais de saúde que trabalharam na aplicação de vacinas.

O apoio na logística foi solicitado pelo Promotor de Justiça Eny Marcos Vieira Pontes, responsável pelas 12ª e 29ª Promotorias de Justiça de Teresina. O trabalho contou com a colaboração da Coordenadoria de Apoio Administrativo do MPPI e do Setor de Transportes.

Leia Também:  Hospital da Polícia Militar passa a atender exclusivamente pacientes com Covid-19

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA