AMARANTE

Piauí

Mensagem da Presidência para as Mães do TCE-PI

Avatar

Publicado em

Piauí


QUERIDAS MÃES TECEANAS!
(Pode se fazer essa colocação?! (Risos))

Nós, mães, somos magníficas nas nossas semelhanças, nas diferenças, e representamos o grande milagre da criação. No entanto, esse papel apaixonante é também um desafio constante pela sobrecarga de trabalho, incertezas, inseguranças, cobrança interna, etc. A maternidade nos exige um dinamismo e um lado intenso e multifacetado, que ganhou contornos mais difíceis ainda neste momento de pandemia.

Interessante o fato de que, enquanto mulheres, mães, temos questões que pais não têm. Isso sempre fica claro quando conversamos com eles sobre [email protected] ou sobre alguns comportamentos relativos à maternidade. Ainda hoje tenho a sensação de que mesmo sendo pais, eles não conseguem acompanhar tudo o que sentimos ou dizemos como mães. Talvez pelo fato de que essa experiência mágica, única e inalcançável seja só nossa.

O amor de mãe por [email protected] é ímpar, ousa todas as coisas e nasce na hora que sabemos que vamos dar luz a outra vida. A partir dali, nos transformamos para sempre, deixando, inclusive, um pouco, de sermos filhas de nossas mães, para podermos ser mães [email protected] nossos [email protected]

Leia Também:  Alunos da Uapi e Uespi terão acesso a cursos do Sebrae

No nosso papel está escrito milhares de perguntas que só nós encontramos respostas para a maioria delas. No dia a dia, é constante a necessidade de decodificar tudo o que se passa com nossas crianças, e essa ligação, de tão forte, se aprofunda e se eterniza. Realmente, ser mãe é dádiva, é colo de amor incondicional.

Meu carinho, respeito e abraços para as mães que fazem nosso TCE-PI.

Feliz dia!

Cons.ª Lilian Martins
Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

Após atuação do MPPI, Suparc suspende lançamento de licitação para contratação de uso do Parque Zoobotânico

Avatar

Publicados

em


A Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí (Suparc), após atuação do Ministério Público do Piauí, adiou a sessão de abertura do processo de licitação da concorrência pública que tem como objeto a contratação de Concessão de Uso para gestão, manutenção e
exploração integradas com encargos de requalificação e modernização do Parque Estadual Zoobotânico.

A suspensão da licitação foi apresentada pelo Ministério Público em recomendação enviada à Suparc na tarde da última sexta-feira, 11 de junho.

A recomendação resultou da atuação conjunta entre a 24ª e a 44ª Promotorias de Justiça de Teresina.

Os promotores de Justiça Gianny Vieira de Carvalho e Fernando Ferreira dos Santos enviaram à Superintendência o documento após detectarem uma série de deficiências no edital do procedimento licitatório.

Entre os problemas encontrados estão entre a ausência de inventário arbóreo, plano de aplicação do valor arrecadado de outorga do parque, bem como a falta de referência à criação de Bioparque, ausência de menção ao cumprimento das exigências técnico-legais para Unidade de Conservação, inexistência de critério técnico para seleção da empresa, e, ainda, há ausência de plano de manejo de fauna.

Leia Também:  Protocolo do TCE-PI será feito exclusivamente pelo sistema “Protocolo Web”

Uma audiência entre o MPPI e a Suparc será realizada para que o órgão preste esclarecimentos ao MP sobre os problemas encontrados no edital.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA