Menu...

13 de dezembro de 2017

Reunião entre Comando Geral e Nucepe define se vai ou não anular concurso da Polícia Militar


Hospital de Olhos

As questões do concurso da Polícia Militar do Piauí realizado neste final de semana podem ter sido vazadas, admitiu o secretário de Segurança, Fábio Abreu, em entrevista ao Cidade Verde.

Uma reunião deve acontecer na manhã desta segunda-feira (22) entre representantes do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) e do Comando Geral da Polícia Militar. Segundo o Cidade Verde, o encontro vai decidir se cancela ou não as provas.

“Fizemos o acompanhamento do concurso antes e durante as provas. Vamos nos reunir com o Nucepe, o comandante geral para avaliar se existe a possibilidade de continuação do concurso ou anulação”, disse Fábio Abreu.

Durante a tarde deste domingo (21), começaram a circular nas redes sociais prováveis indícios do vazamento de questões da prova de português, pouco depois do encerramento do concurso. “Prints de WhatsApp revelam que alguns candidatos teriam tido acesso a parte da prova, pelo menos dois dias antes do concurso”, afirma o site.

O secretário afirmou que foram conduzidas para a sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) 12 pessoas suspeitas de participação na fraude. Foram todos autuados em flagrante, alguns foram liberados após pagamento de fiança.

Dentre os flagrantes nos locais de provas estão celular na cueca e um suposto gabarito dentro de um pacote de biscoito.

“Nosso objetivo foi sempre ter a maior lisura. Todo o aparato foi disponibilizado para organizadora do concurso, a Nucepe. Infelizmente, tivemos fatos graves que poderão comprometer esse concurso. Vamos emitir uma nota explicando qual será a nossa decisão”, declarou o secretário.

O vazamento de questões da prova de Português são indícios de que houve a participação de membros do Nucepe na suposta fraude, que está sendo investigada pelo Greco.

“Um dos presos estava com o possível gabarito. Então há a possibilidade de participação de algum membro do Nucepe, pois foi quem organizou o concurso. Em função de algumas provas, subtende-se que sim, parte da prova- principalmente de português-vazou. Mas é preciso fazer uma avaliação em relação aos demais pontos para daí tirarmos a conclusão sobre a anulação ou não do concurso”, finaliza.

Tags:

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE