AMARANTE

ESPORTES

Japão prorroga estado de emergência contra covid-19 antes da Olimpíada

Publicado em

ESPORTES


O Japão prorrogou nesta sexta-feira (28) um estado de emergência em Tóquio e outras áreas em cerca de três semanas, uma vez que a pandemia de covid-19 não dá sinais de perder força a menos de dois meses do início da Olimpíada no país.

O estado de emergência na capital e em outros oito municípios está programado para terminar em 31 de maio, mas as pressões sobre o sistema médico continuam intensas.

O Japão registrou um número recorde de pacientes de covid-19 em estado crítico nos últimos dias, apesar de a quantidade de infecções novas desacelerar.

“Em Osaka e Tóquio, o fluxo de pessoas está começando a subir, e há temores de que as infecções aumentarão”, disse o ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, também a cargo das medidas de segurança contra o novo coronavírus do país, no começo de uma reunião com especialistas.

Mais tarde, os especialistas aprovaram a proposta do governo, e o primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, anunciou oficialmente as prorrogações.

Preocupações com variantes do novo coronavírus e uma campanha de vacinação lenta provocam clamores urgentes de médicos, alguns executivos proeminentes e centenas de milhares de cidadãos pelo cancelamento dos Jogos Olímpicos, programados para começar no dia 23 de julho.

Leia Também:  Wallace Santos é ouro, com recorde mundial no arremesso de peso

Autoridades japonesas, organizadores da Olimpíada e o Comitê Olímpico Internacional (COI) dizem que os Jogos acontecerão sob medidas rígidas de prevenção do vírus.

John Coates, autoridade graduada do COI que supervisiona os preparativos dos Jogos de Tóquio, disse na semana passada que a Olimpiáda ocorrerá mesmo que a cidade-sede esteja sob estado de emergência.

Seiko Hashimoto, presidente do Comitê Organizador da Tóquio 2020, disse em uma coletiva de imprensa que recebeu promessas da Índia –hoje combatendo uma segunda onda mortal de Covid-19– e de cinco outros países de vacinar todos aqueles que serão enviados aos Jogos Olímpicos como medida contra uma nova variante surgida na Índia.

O presidente do COI, Thomas Bach, disse que 80% dos 10.500 atletas esperados no Japão serão vacinados, e nesta  quinta-feira (27)  pediu aos atletas olímpicos que se imunizem se puderem. Todos também precisam ser testados antes e depois da chegada.

Contrastando com ações mãos rigorosas de muitos países, as medidas emergenciais mais recentes do Japão se concentram essencialmente em pedir que locais de alimentação que servem álcool fechem e que os que não servem abaixem as portas até as 20h.

Leia Também:  ABC e 4 de Julho empatam pela Copa do Nordeste

* Reportagem adicional de Linda Sieg e Daniel Leussink

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Líder Coritiba fica no 0 a 0 com o Vitória na Série B

Publicados

em


Jogando no estádio do Barradão, em Salvador, o Coritiba empatou em 0 a 0 com o Vitória nesta quarta-feira (22) e manteve a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro.

Após a igualdade na partida da 25ª rodada da competição, o Coxa alcançou os 49 pontos, mantendo a ponta da classificação. Já o Rubro-Negro Baiano terminou a rodada na 17ª posição, dentro da zona do rebaixamento, com 25 pontos.

Na próxima rodada, o Coritiba recebe o Guarani no Couto Pereira no sábado (25). No mesmo dia o Vitória visita o Londrina no estádio do Café.

Triunfo da Ponte Preta

Quem venceu nesta quarta pela competição foi a Ponte Preta, que bateu o Operário por 2 a 1 no estádio Germano Krüger. O resultado deixou a Macaca na 14ª posição com 29 pontos. Já o Fantasma é o 10º com 34 pontos.

O triunfo dos visitantes foi alcançado graças a gols do volante André Luiz e do atacante Rodrigão, enquanto o volante Marcelo descontou para o time da casa.

Leia Também:  Manchester United goleia Roma na semifinal da Liga Europa

O Operário volta a entrar em campo no sábado, contra o Confiança. Um dia depois a Ponte Preta recebe o Brasil de Pelotas no estádio Moisés Lucarelli.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA