Menu...

15 de dezembro de 2017

Sequestradores da Nigéria ameaçam vender adolescentes como escravas


Hospital de Olhos

Jovens de 16 e 18 anos foram sequestradas há 20 dias, em uma escola. Algumas estudantes já teriam sido vendidas pelo equivalente a R$ 30.

O grupo radical islâmico Boko Haram, que atua na Nigéria, confirmou, nesta segunda-feira (5), o sequestro de 230 estudantes, três semanas atrás. E ameaçou vender as adolescentes como escravas.

No vídeo, Abubakar Shekau, chefe do grupo muçulmano radical, fala em tom messiânico: “Deus me instruiu a vendê-las, elas agora são propriedade dele e nós vamos levar adiante suas instruções”.

As jovens, com idades entre 16 e 18 anos, foram sequestradas há 20 dias, quando faziam prova em uma escola na cidade Chibok, no nordeste da Nigéria. Há 12 anos, a região é alvo de ataques do grupo Boko Haram, nome que pode ser traduzido como “a educação ocidental é um pecado”. Os fundamentalistas querem estabelecer a lei islâmica no país e são contra a educação de mulheres. Duas mil pessoas já morreram em ataques a igrejas cristãs e escolas.

Algumas estudantes já teriam sido vendidas pelo equivalente a R$ 30. Elas são obrigadas a se casar. Segundo agências internacionais, algumas já foram levadas para outros países da África, o que dificulta ainda mais o resgate.

O sequestro provocou revolta mundial. Na internet, milhares de pessoas protestaram nas redes sociais. No fim de semana, houve manifestações no exterior, como em Washington. Nesta segunda-feira, famílias das jovens protestaram em Lagos, a cidade mais populosa da Nigéria. Elas acusam o governo de omissão.

“Eles só falam mentiras. Ninguém foi lá até agora procurar por elas”, acusou uma mãe.

O presidente Goodluck Jonathan prometeu trazê-las de volta, mas reconheceu que ainda não sabe nem o número certo, nem a identidade de todas as jovens sequestradas.

 

Fonte:


Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE