Menu...

12 de dezembro de 2017

Japão lembra tragédia do terremoto e tsunami que matou 16 mil em 2011


Hospital de Olhos

O Japão teve nesta quarta-feira (11) mais um dia de homenagens. Dessa vez, o país parou para lembrar a tragédia mais cara da sua história, que causou prejuízos de US$ 300 bilhões. Até hoje há destroços nas regiões atingidas.

Para marcar o momento do terremoto de quatro anos atrás o Japão parou – na mesma hora em que o tremor foi registrado em 2011: os trens pararam de circular, aulas foram interrompidas.

Em Tóquio, uma cerimônia contou com a presença do imperador japonês, Akihito – que em um discurso, afirmou que ‘dói saber que ainda existe gente que não conseguiu voltar para casa’.

São mais de 200 mil pessoas nessa situação, e a culpa é da usina nuclear de Fukushima. O tsunami provocado por esse terremoto causou a explosão de um reator da usina. Até hoje, o vazamento de água radioativa não foi controlado e áreas ao redor ainda tem níveis de radiação perigosos para o ser humano. A desativação completa de Fukushima deve demorar décadas.

O terremoto de 2011 foi o mais poderoso a atingir o Japão: nove graus. Foi o quarto mais forte já registrado no planeta – e mais de 16 mil pessoas morreram, principalmente por causa do tsunami. Mais de 2,5 mil ainda estão desaparecidas.

Depois dessa tragédia, todos os 48 reatores nucleares do Japão foram desligados. Agora, no meio deste ano, eles devem começar a ser religados. Uma medida, claro, que enfrenta grandes críticas.

via: Bom Dia Brasil

Radar Financeira

Tags: , , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE