AMARANTE

ESPORTES

Grêmio goleia Pelotas e segue no G4 do Campeonato Gaúcho

Avatar

Publicado em

ESPORTES


 Depois de muita dificuldade no primeiro tempo, o Grêmio deslanchou na etapa complementar e goleou o Pelotas por 4 a 0, neste domingo (28), na Arena do Grêmio, pela sétima rodada do Campeonato Gaúcho. Com o resultado, o Tricolor chegou a 13 pontos, subindo para a segunda posição. Já o Pelotas segue com 7 pontos, e agora é o décimo colocado.

Com o retorno de Renato Portaluppi ao banco de reservas após férias, o Grêmio até tentou pressionar no início da partida, mas não chegou a incomodar o goleiro Gabriel Leite. Apesar de ter muito mais posse de bola, o Tricolor criou poucas chances. O Pelotas arriscava em contra-ataques. O primeiro veio aos 10 minutos, com Gabiga finalizando por cima do gol após boa jogada de Marcelo.

A melhor jogada do primeiro tempo foi do Pelotas, aos 22 minutos. Juliano avançou pelo meio e encontrou Gabiga livre pela esquerda. Ele chutou cruzado, de perna esquerda, para a boa defesa de Brenno.

Leia Também:  Botafogo derrota Osasco em casa pelo Brasileiro Masculino de Basquete

O único lance perigoso do Grêmio foi em uma cobrança de falta de Diego Souza, de fora da área, aos 40 minutos. O atacante bateu bonito, tentando o ângulo direito de Gabriel Leite. A bola desviou na barreira e bateu na rede pelo lado de fora.

O Pelotas voltou para o segundo tempo assustando novamente Brenno. Aos 11 minutos, Marcelo bateu falta colocada, obrigando o goleiro a fazer grande defesa. Mas a equipe visitante parou por aí. O Tricolor passou a criar oportunidades. Aos 18 minutos, Rodrigues subiu mais que a zaga do Pelotas depois de bola alçada na área. Desta vez foi Gabriel Leite que impediu o gol.

Renato Portaluppi, que já havia colocado Thaciano no lugar de Léo Chú no intervalo, tirou o zagueiro Heitor para a entrada de Ricardinho. Na primeira jogada, o camisa 49 abriu o placar. Depois de intensa troca de passes com velocidade entre Diego Souza e Alisson, Thaciano dominou e tocou para Ricardinho bater na saída do goleiro e fazer o primeiro, aos 21 minutos.

O Pelotas sentiu o gol. Quatro minutos depois, Gabriel Leite tentou sair jogando com Mauricio. O zagueiro não conseguiu o domínio e Alisson roubou a bola. O camisa 23 aproveitou a bobeira adversária e tocou para ampliar.

Leia Também:  Com Giovana Crivelari, seleção feminina se apresenta para treinos

Aos 31 minutos, o jogo que era difícil virou goleada. Diego Souza cobrou falta no bico da grande área e acertou o canto esquerdo de Gabriel Leite. O goleiro se esticou todo, mas não alcançou: 3 a 0. Não demorou muito para sair o quarto. Três minutos depois, Ferreira recebeu pela esquerda, ganhou dos zagueiros e bateu de perna direita, no ângulo esquerdo, um golaço.

Qualquer reação do Pelotas terminou aos 41 minutos, quando João Vieira recebeu o segundo cartão amarelo, por falta em Lucas Silva, e acabou sendo expulso. O próprio Lucas Silva foi para a bola, e o chute saiu com perigo, mas para fora.

Na próxima rodada do Campeonato Gaúcho, o Grêmio enfrenta o São Luiz, quarta-feira (31), às 21h30min (horário de Brasília) no Vermelhão da Serra, em Passo Fundo (RS). Já o Pelotas encara em casa o Esportivo quinta-feira (01/04), na Boca do Lobo, às 22h.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ESPORTES

Marcelo Melo e Jean-Julien Rojer encerram parceria após dois meses

Avatar

Publicados

em


A parceria entre Marcelo Melo e Jean-Julien Rojer chegou ao fim. Por meio da assessoria de imprensa, o tenista brasileiro informou que a dupla disputará uma última competição junta, o Masters 1000 de Madri (Espanha), entre 2 e 9 de maio, e seguirá caminhos opostos após dois meses.

Os resultados não foram os esperados pela dupla, que passou a jogar junta em março. Melo e Rojer atuaram em sete competições, mas foram além da primeira rodada uma vez, no ATP 250 de Doha (Catar). A sétima derrota em oito partidas ocorreu na última terça-feira (19), na estreia do ATP 500 de Barcelona (Espanha).

“Conversamos em Barcelona e chegamos a um acordo de que seria melhor para cada um buscar um caminho novo. Tentamos de todas as formas fazer a dupla funcionar. Troquei de lado, o Jean-Julien trocou de lado. Jogamos no saibro, na quadra dura, na coberta. Buscamos de várias maneiras possíveis. Infelizmente, a nossa parceria não casou”, explicou Melo, número 18 do ranking de duplas da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), em nota à imprensa.

Leia Também:  Fla repudia novo preço de ingresso, e sócio não terá direito à meia-entrada

“Por isso, a dupla também é muito difícil nesse aspecto. Tem de achar um parceiro ideal. Por mais que tenhamos semelhança em muita coisa, não deu. Então, seguimos adiante e vou pensar nessas próximas semanas nas opções, em quem seria esse parceiro ideal”, completou o mineiro, de 37 anos.

Antes do último torneio ao lado de Rojer (27º), o brasileiro disputa o ATP 250 de Munique (Alemanha) a partir de segunda-feira (26) ao lado do alemão Mischa Zverev (221º), irmão mais velho de Alexander Zverev, sexto no ranking de simples da ATP. Já a primeira competição após o fim oficial da parceria com o neerlandês será o Masters 1000 de Roma (Itália), entre 9 e 16 de maio, com o croata Marin Cilic, 44º do mundo em simples e 305º em duplas.

Melo e Rojer anunciaram a dupla no fim do ano passado, após o brasileiro encerrar a parceria de quatro anos com o polonês Lukasz Kubot (17º). Como o tenista neerlandês seria pai em fevereiro, o mineiro iniciou a temporada jogando com o romeno Horia Tecau (24º), com quem competiu em torneios na Oceania, entre eles, o Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam de 2021.

Leia Também:  Evandro e Guto são vice-campeões de vôlei de praia em Doha

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA