AMARANTE

PIAUÍ

Governo entrega novos equipamentos e amplia número de salas multifuncionais para a Educação Especial

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


Os estudantes que contam com o apoio das salas de Atendimento Educacional Especializado na rede estadual de ensino do Piauí terão reforço com a aquisição de equipamentos para as salas de Recursos Multifuncionais em 25 unidades escolares. A solenidade de entrega dos equipamentos será realizada na segunda-feira (3), às 11h, no Palácio de Karnak.

O Atendimento Educacional Especializado será reforçado por meio de assistência financeira do FNDE/MEC, via emenda parlamentar da deputada federal Rejane Dias, para novos equipamentos. O valor indicado na emenda é de R$ 1 milhão, dos quais R$ 100 mil são destinados à aquisição de mobiliários e R$ 900 mil para a aquisição de equipamentos a fim de compor salas de recursos multifuncionais.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, a implantação de novas salas com recursos multifuncionais auxiliará no aprendizado dos estudantes que estão na rede regular de ensino. “Os novos equipamentos irão assegurar a implantação e funcionamento de sala de recursos multifuncionais nas escolas da rede estadual e, consequentemente, na melhor aprendizagem dos estudantes do AEE. Atualmente, a Seduc conta com 140 salas de atendimento especializado distribuídas por todo o Piauí e, com o reforço dessas novas 25 salas, chegaremos ao total de 165 salas de recursos multifuncionais, atendendo 1.506 estudantes”, pontuou o gestor.

Leia Também:  Polo Têxtil de Piripiri será aberto no primeiro semestre de 2021

Sala com recursos multifuncionais no CETI Governador Freitas Neto

Entre os equipamentos adquiridos, além de mobiliário, estão computadores, impressora Braille, lupa eletrônica, máquina de escrever Braille, mouse com entrada para acionador, mouse com esfera e por toque, scanner com voz, teclado expandido com colmeia e lupa horizontal.

O secretário de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid), Mauro Eduardo, destaca a entrega de equipamentos multifuncionais como fundamentais no desenvolvimento educacional dos estudantes. “Acreditamos que a chegada destes recursos irão melhorar a qualidade do ensino destes alunos que, muitas vezes ficavam sem o pleno acesso à educação por falta de requisitos e ajuda técnica de acessibilidade que garanta o seu aprendizado. A emenda é da deputada Rejane Dias, que tem a preocupação voltada para a educação inclusiva, uma vez que foi gestora, tanto da Seduc, quanto da Seid, e sabe da importância destes equipamentos na vida destes alunos”, disse.

Mauro Eduardo afirma que os recursos implantados trarão sucesso para a educação piauiense e cita como exemplo a recente aprovação da estudante Maria Gabriella Silva Santos, que mora no povoado Baixia, localizado a 37 km da cidade de Pimenteiras. A estudante egressa do CEEP Antônio Gentil Dantas Sobrinho, anexo Tapera, possui deficiência visual e foi aprovada no curso de direito na Universidade Federal do Piauí (UFPI). “Tivemos recentemente a alegria e surpresa de ter uma aluna cega aprovada no curso de Direito da UFPI, tendo exatamente o auxílio destes recursos de acessibilidade que deram as condições para ter este aprendizado e conquista”, frisou.

Leia Também:  Menores fazem buraco em parede e tentam fugir do CEIP em Teresina

As salas de recursos multifuncionais serão implantadas nos municípios de Batalha, Bom Jesus, Buriti dos Montes, Campinas do Piauí, Cocal dos Alves, Colônia do Gurguéia, Joaquim Pires, Oeiras, Padre Marcos, Paulistana, Piracuruca, Santa Rosa do Piauí, Santo Inácio do Piauí, Sigefredo Pacheco, Teresina e Valença do Piauí.

Durante a entrega desses equipamentos, o governador do Estado, Wellington Dias, irá anunciar novos investimentos para a Educação Especial, por meio do PRO Piauí.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PIAUÍ

Defensoria torna pública Resolução com regulamento do concurso para ingresso na carreira de Defensor Público

Avatar

Publicados

em


Instituição fará concurso em 2021

O Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado do Piauí tornou pública a Resolução CSDPE Nº 141/2021, de 06 de maio de 2021, que aprovou o regulamento do IV Concurso para Ingresso na Carreira de Defensor Público do Estado do Piauí. A referida Resolução está publicada no Diário oficial do Estado Nº 92, de 7 de maio de 2021.

De acordo com a Resolução CSDPE Nº 141/2021, será constituída Comissão que se incumbirá  de todas as providências necessárias à realização do concurso, que será divulgado por meio de Edital publicado no Diário Oficial do Estado.

Todos os atos relativos ao andamento do concurso serão divulgados no site da Defensoria Pública www.defensoria.pi.def.br, assim como da empresa/entidade contratada para organizar o certame, também serão publicados no Diário Oficial do Estado pela Comissão Organizadora, que será presidida pelo defensor público geral.

Além do presidente, três membros da Defensoria Pública, indicados pelo Conselho Superior, integrarão a Comissão que contará ainda com um advogado titular e um suplente, indicados pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí.

Leia Também:  Wellington Dias articula autorização para uso da vacina Sputnik V

O Edital de Abertura do Concurso para ingresso na carreira de defensor público do Piauí indicará, obrigatoriamente o número de vagas a serem preenchidos na carreira inicial; os programas sobre os quais versarão as provas; os critérios para avaliação das provas e dos títulos; o prazo para as inscrições provisórias, que não poderá ser inferior a 30 (trinta) dias; as demais determinações, condições ou exigências necessárias para a condução adequada do concurso. O referido Edital será publicado com antecedência mínima de 30 (trinta) dias antes da realização das provas.

O Edital também regulamentará a inscrição, participação e nomeação,  pelo  sistema  de  reserva  de  vagas,  para  as  pessoas  com deficiência, negras, quilombolas e indígenas, assegurando ainda  a  possibilidade  de  uso  do  nome  social  à travestis, transexuais e transgêneros durante o concurso,  entendendo-se por nome social  o  nome  adotado  pela  pessoa,  pelo  qual  se  identifica  e  é identificada na comunidade. Nesse caso específico, a pessoa interessada deverá indicar seu nome social no formulário de inscrição e este será  o único nome a ser divulgado em toda e qualquer publicação referente ao certame, devendo ser mantida em rigoroso controle interno a correlação entre o nome civil e o nome social da candidata ou candidato.

Leia Também:  Menores fazem buraco em parede e tentam fugir do CEIP em Teresina

A Resolução pode ser conferida na matéria no site da Defensoria Pública: www.defensoria.pi.def.br

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA