AMARANTE

PIAUÍ

Governo confirma progressões, promoções e mudanças de regime para mais de 200 servidores da Uespi

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


A Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SeadPrev) confirmou a implantação das progressões, promoções, mudanças de regime de trabalho e enquadramento para 66 professores e 218 técnicos da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). No contracheque dos servidores, essas implantações entrarão neste mês de abril e serão pagas em maio.

A secretária de Estado da Administração e Previdência, Ariane Benigno, destacou que a concessão das progressões, promoções, mudanças de regime e enquadramentos de técnicos e docentes faz parte da valorização do servidor público. “Essa política de valorização vem sendo feita, logicamente, de acordo com a situação financeira do Estado, mas a gente vem atendendo como é possível ser feito. Nós observamos não só a Uespi, como as diversas categorias vêm sendo atendidas, feito um cronograma e buscando atualizar todos os benefícios dos servidores”, disse a gestora, enfatizando que é um prazer estar à frente da conquista dos servidores da comunidade universitária.

A secretária reforçou seu compromisso em atender pautas da Uespi

Confira o áudio da secretária:

Leia Também:  Policial Penal do Piauí conclui curso de Intervenção Rápida no Ceará

Do quantitativo de 66 docentes, 15 são para progressão, 27 para promoção e 18 para mudança de regime. E entre os 218 técnicos, são 25 para progressão, 152 para promoção e 41 para enquadramento.

O reitor da Uespi, Evandro Alberto, reiterou que as implantações são uma questão de direito dos professores e dos técnicos. “Todas as promoções e progressões e mudanças de regime referentes ao ano de 2020 estão implantadas.  Com isso nós zeramos as pendências de 2020, de forma que é uma conquista, é um reconhecimento também do esforço do nosso professor, do nosso técnico. Quando você tem a consolidação desse direito, é muito bom para a categoria, que ela, diante desse reconhecimento, dá mais ânimo, encoraja, para que continue ali com muito zelo, como ela sempre tem, com muita dedicação, muita força de vontade. São profissionais aguerridos que mantêm a nossa universidade de pé, funcionando bem, com resultados”, disse o gestor.

Confira o áudio do reitor:

No encontro com a secretária da SeadPrev, Evandro Albert agradeceu o empenho da pasta e ao secretário de governo Osmar Júnior, ao governador Wellington Dias e à vice-governadora Regina Sousa, que deram encaminhamento para que a administração superior tivesse êxito nas implantações.

Reitor também tratou de demandas importantes com secretária da Administração

Fonte: Governo PI
Leia Também:  Seis pessoas da mesma família morrem na quinta-feira Santa após veículo cair de ponte no Piauí

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PIAUÍ

Covid-19: Entenda a importância de trocar a escova de dentes e evitar reinfecção

Avatar

Publicados

em

Fazer a troca de escovas de dentes no tempo determinado além de ser importante para a qualidade da saúde bucal, é fundamental para preservar a parte interna da boca, protegendo- a de bactérias, tártaros, cáries e também para evitar nova infecção causada pelo novo coronavírus. Quem explica sobre isso é o odontólogo e especialista em ortopedia funcional dos maxilares, Renzo Menezes.

“O melhor período para a troca da escova de dentes é a cada três meses, mas depende muito da força usada na escovação. Com isso o período da troca pode diminuir para 2 meses, já que as cerdas podem ficar danificadas com mais facilidade”, esclarece.

Outra recomendação do odontólogo é que durante e após o tratamento da infecção pelo Sars-CoV-2, também é importante que seja realizada a troca.

“Para não ocorrer uma nova reinfecção é adequado que seja trocada a escova de dente. Como o coronavírus é encontrado em nossa saliva e a escova dental está em contato direto na cavidade bucal onde ela se encontra, a escova consequentemente vai está contaminada com o vírus”, afirma.

Leia Também:  Seis pessoas da mesma família morrem na quinta-feira Santa após veículo cair de ponte no Piauí

Alguns especialistas afirmam que da mesma forma que água e sabão podem ajudar na desinfecção, água e pasta de dente são itens necessários para eliminar o vírus da escova. Nesse caso é reforçada a necessidade da eliminação total para a não contaminação.

“É importante fortalecer o pedido da troca, pois na desinfecção a pessoa poderá não eliminar 100% o vírus presente nas cerdas da escova, por mais que ele use água e sabão ou um enxaguante, pode não eliminar a quantidade do vírus”, finaliza.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA