AMARANTE

POLÍTICA

Gessivaldo Isaías propõe reconhecimento da utilidade pública do Instituto Chama Vida

Publicado em

POLÍTICA


O deputado Gessivaldo Isaías (Progressistas) apresentou um projeto de lei reconhecendo a utilidade pública do Instituto Chama Vida, uma entidade do sociedade civil que tem como objetivos principais promover ações e projetos nas áreas de assistência social, saúde, educação, meio ambiente, esporte, cultura, ações psicológicas e cursos profissionalizantes.

“Desde o seu surgimento em 2016, a entidade tem participado ativamente da vida da comunidade teresinense, prestando um relevante serviço de interesse público, estando em pleno funcionamento e atendendo todas as exigências para que seja considerada de utilidade pública.

O Instituto Chama Vida fica localizado na comunidade Taboca e suas ações estendem-se por vários bairros a partir do loteamento Flor do Campo.

O reconhecimento da utilidade pública permite a entidade a receber doação de imóvel e a firmar convênios com órgãos da administração pública que possam financiar as suas ações e assim estender mais ainda a prestação de serviços comunitários.

Durvalino Leal – Edição: Katya D’Angelles

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Com 55,64% , Wellington Dias é reeleito governador do PI no 1º turno
Propaganda

POLÍTICA

Limma propõe o reconhecimento da utilidade pública de duas associações

Publicados

em


A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovou, nesta semana, dois Projetos de Lei de autoria do deputado estadual Francisco Limma (PT), que declaram de utilidade pública a Associação dos Produtores Rurais e Agricultores do Vale do Gurguéia e Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Sobradinho. As matérias receberam votos favoráveis de todos os deputados presentes na sessão plenária e agora seguem para sanção do Governo do Estado.

O reconhecimento da utilidade pública pode ser concedido às sociedades civis, às associações e às fundações em funcionamento e com o fim exclusivo de servirem à coletividade. Esse reconhecimento é previsto pela Lei Estadual N° 5.447/05, de maio de 2005. Para que as entidades sejam declaradas de utilidade pública, a diretoria que atua nessas áreas não pode receber qualquer tipo de lucro ou remuneração, além de ter comprovada idoneidade moral.

“Ambas as associações são importantes para a valorização do homem e mulher do campo. Com o trabalho realizado pelas entidades, a agricultura familiar é fortalecida e melhorada, dando mais espaço para o crescimento e desenvolvimento dos produtores rurais das duas localidades”, declara o deputado estadual Francisco Limma.

Leia Também:  CCJ aprova a inclusão de jornalistas na prioridade para vacina contra a Covid-19

Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Sobradinho

O Projeto de Lei 117/2021 reconhece o trabalho da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Sobradinho, entidade localizada no município de Luís Correia, que já funciona há 15 anos com o objetivo é fomentar atividades produtivas e o empreendedorismo social para melhorar as condições de vida da comunidade, visando a autogestão de suas atividades econômicas e socioeducativas.

Associação dos Produtores Rurais e Agricultores do Vale do Gurguéia.

O Projeto de Lei 175/2021 declara de utilidade pública a Associação dos Produtores Rurais e Agricultores do Vale do Gurguéia, localizada no município de Manoel Emídio. A iniciativa possui mais de 18 anos e tem o objetivo de fortalecer a organização de base da agricultura familiar, com ênfase no processo produtivo e na importância da cooperação do socioeconômico solidário.

Ascom Deputado Francisco Limma – Edição: Katya D’Angelles

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA