Menu...

Última Notícia

17 de dezembro de 2017

Ronaldinho faz dois de falta em empate entre Atlético-MG e Fluminense


Hospital de Olhos

Ronaldinho Gaúcho mostrou nesta quarta por que se tornou um dos principais ídolos do Atlético-MG ao arrancar um empate em 2 a 2 com o Fluminense com duas perfeitas cobranças de falta. Com um futebol sofrível e raros lances inspirados, o time mineiro pode até comemorar o empate em casa, em um jogo marcada pelo nervosismo – foram mais de 50 faltas.

Já o Flu não tem o que comemorar. Ficou na frente do placar na maior parte do tempo e pode fechar a 18ª rodada do Brasileiro na zona de rebaixamento. O time carioca tem 19 pontos e fica na 16ª posição, podendo cair para a degola se o São Paulo vencer o Criciúma, quinta.

O Atlético chegou a 21 pontos e se manteve na 13ª posição. No sábado o Flu recebe o Bahia, no Maracanã, a partir das 18h30, mesmo dia e hora em que o time alvinegro encara o Vitória no Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Os dois times entraram em campo com cuidado, estudando o adversário. Aos poucos o Atlético começou a se soltar e tentar cavar espaço, enquanto o Flu, totalmente fechado, dava a impressão de que não tinha intenção nem de passar do meio de campo e parecia meio perdido ao conseguir a posse de bola.

Porém, a estratégia do Fluminense deu certo. O primeiro avanço ao ataque, aos 12 minutos, parou com a marcação de impedimento, mas um minuto depois Luan errou feio ao tentar cortar cruzamento de Rafinha e deixou a sobra para Wagner completar com firmeza para por os visitantes na frente.

O gol não mudou a forma de jogo da equipe carioca, que se manteve fechado à espera de chances para contra-atacar. E o que faltou em emoção no estilo de jogo do Flu sobrou em eficiência. O Fluminense atuou toda a primeira etapa muito bem posicionado e conseguiu anular todas as tentativas do Atlético de armar alguma jogada. Alguns jogadores alvinegros mal conseguiram tocar na bola. Como ocorreu com Diego Tardelli, que só apareceu no jogo aos 30 minutos, quando mandou uma bomba que assustou a defesa após Leonardo Silva desviar cruzamento de Ronaldinho Gaúcho.

O Flu começou a se sentir mais à vontade na casa do adversário, teve chance de ampliar a vantagem ainda na etapa inicial e só não foi mais animado ainda para o vestiário graças ao mesmo Ronaldinho. Já nos acréscimos, ele foi derrubado na beira da meia lua quando chegava com perigo na área. O próprio meia cobrou com categoria e a bola ainda bateu no travessão antes de entrar e igualar o placar.

Quem se animou com o gol foi o Atlético, que voltou para o segundo tempo tocando mais a bola. Mas o time mais uma vez parou na boa marcação do Fluminense, que Vanderlei Luxemburgo manteve fechado, e o nervosismo visivelmente começou a tomar conta da equipe alvinegra, que se desesperava para tentar superar a muralha tricolor.

Se Rafael Sobis jogava sozinho no ataque do Flu, do lado do Atlético era o inverso e Richarlyson estava sozinho na defesa alvinegra quando Ronaldinho cobrou falta que a zaga tricolor tirou. Na sequência, Samuel leva a melhor no meio de campo e toca para Rhayner disparar e fazer mais um para o Flu.

O jogo ficou ainda mais nervoso quando o mesmo Rhayner, que já havia levado cartão amarelo, foi expulso após falta em Neto Berola a 15 minutos do fim. Até que o Leonardo Silva foi derrubado na entrada da área. Novamente Ronaldinho foi para a cobrança e novamente o ídolo alvinegro bateu com perfeição, tirando um suspiro de alívio dos anfitriões, que não conseguiram se aproveitar da vantagem numérica em campo.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 2 X 2 FLUMINENSE

ATLÉTICO-MG – Victor; Michel (Rosinei), Réver, Leonardo Silva e Richarlyson (Emerson); Pierre, Ronaldinho Gaúcho, Luan, Guilherme (Neto Berola) e Diego Tardelli; Fernandinho. Técnico: Cuca.

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho, William, Rafinha (Marcos Júnior) e Wagner (Felipe); Rhayner e Rafael Sobis (Samuel). Técnico – Vanderlei Luxemburgo.

GOLS – Wagner, aos 13, e Ronaldinho Gaúcho, aos 47 minutos do primeiro tempo; Rhayner, aos 27, e Ronaldinho Gaúcho, aos 37 do segundo tempo.

ÁRBITRO – Anderson Daronco (RS)

CARTÕES AMARELOS – Luan, Rosinei, Pierre e Réver (Atlético-MG); Rafinha, Diego Cavalieri e Marcos Júnior (Fluminense).

CARTÃO VERMELHO – Rhayner (Fluminense).

PÚBLICO E RENDA – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).


Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE