3:11 pm - sábado novembro 24, 5370

Ministro divulga nota de apoio à portaria que dificulta pena por trabalhos escravos

Edição e postagem: Denison Duarte, em 17-10-2017 21:28 | Última modificação: 17-10-2017 21:28
Hospital de Olhos

O ministro da Agricultura Blairo Maggi divulgou nesta terça-feira (17) uma nota de apoio à portaria que dificulta a punição a empresas que usam trabalho análogos à escravidão.

No documento, Maggi afirma que ”ninguém quer ou deve ser favorável ao trabalho escravo, mas que não é justo uma pessoa ser penalizada por questões ideológicas ou por que o fiscal está de mal humor”.

O ministro termina a nota parabenizando o presidente Michel Temer e o ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União de domingo e altera os conceitos que devem ser usados por fiscais para identificar um caso de trabalho escravo.

A partir de agora também a divulgação da chamada lista sujas em questão pessoas e empresas que cometem esse crime passa a depender de uma determinação do ministro do trabalho.

Hoje a Organização Internacional do Trabalho diz estar preocupada com as mudanças e afirmou que o Brasil a partir de agora deixa de ser referência no combate à escravidão. Ontem o Ministério Público do Trabalho criticou duramente a medida e afirmou que o governo anda de mãos dadas com empresas que escravizam.

Com informações da Veja

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE