Menu...

13 de dezembro de 2017

Museu exibe fósseis dos primeiros habitantes do sertão do Nordeste


Hospital de Olhos

O Museu de História Natural de Nova York está dedicando uma exposição a alguns dos primeiros habitantes do Brasil. Eles eram répteis e voavam.

Voar não é só com os pássaros. Crianças e adultos em um videogame interativo batem as asas e voam como os répteis gigantes, os pterossauros, que viveram na Terra há mais de 100 milhões de anos e foram os primeiros animais vertebrados voadores.

É um pedacinho do Brasil no coração de Manhattan, no Museu de História Natural, que mostra o sertão do Nordeste há 110 milhões de anos, onde é hoje a Chapada do Araripe, no Sul do Ceará: um enorme lago cheio de peixes. E os répteis voadores que os cientistas batizaram com nomes indígenas como Tupã, Tapejara, Anhanguera. Podemos dizer que eles estão entre os primeiros cearenses.

O curador Mark Norell conta que sem a contribuição do Museu Nacional do Rio de Janeiro, que mandou a Nova York o curador Alex Kellner, a exposição não seria possível.

O Ceará é um dos cinco lugares do mundo onde são encontrados fósseis dos répteis voadores em excelente estado de conservação. O modelo de um pterossauro brasileiro, que lembra um pelicano, recebe os visitantes na entrada da exposição.

Esses répteis são quase primos dos dinossauros, que viveram na mesma época. Eles tinham cristas enormes e muito coloridas. Alguns eram gigantescos, com dez metros de envergadura nas asas.

O melhor é aprender a controlar, com os braços e o movimento do corpo, o voo de um pterossauro no vídeo. Até crianças pequenas conseguem essa proeza. Mergulham no lago, e o prêmio é pegar um peixe.

Fonte: JN

Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE