Menu...

13 de dezembro de 2017

INSS e FETAG em Assembleia Geral com trabalhadores rurais de Amarante


Hospital de Olhos
Aproximadamente 150 agricultores foram ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais(STR), de Amarante, neste final de semana para ouvirem dos representantes da Fetag e do INSS esclarecimentos sobre a concessão das Declarações de Aptidão(DAP) para a obtenção da casa própria por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), e também para receberem informações sobre a obtenção de benefícios ao segurado especial.

O encontro se deu na ocasião da Assembleia Geral Ordinária do STR na manhã desta sexta-feira, 27. Da Fetag participaram o secretário geral e o assessor, Anfrísio Moura e Pedro Filho, respectivamente; do INSS, participou o gerente executivo Carlos Augusto; e do Emater, o engenheiro agrônomo, Francisco Terto.

A emissão de DAP’s, feita de forma irregular, foi abordada por Anfrísio Moura como um procedimento que requer dos órgãos emissores um cuidado necessário. No decorrer da sua fala ele assegurou que o Sindicato dos Trabalhadores Rurais tem o devido respaldo para exercer a expedição das declarações. “A gente trabalha o Sindicato como prioridade, pois ele é quem conhece a realidade do município.”

No contexto, o secretário adverte dizendo que a DAP não deve conter erros e nem irregularidades. Ela tem validade de cinco anos e, portanto, não deve ser trocada enquanto não vencer. Segundo ele, o governo está constantemente em busca dessas irregularidades. “É bom que a gente pense nisso: a fiscalização do governo pode até demorar, mas ela chega.”

O gerente do INSS, Carlos Augusto, após orientar aos agricultores acerca dos procedimentos para a obtenção da aposentadoria como direito adquirido, recomenda que a atenção dos segurados junto ao instituto se dê em vigília. “Nós, trabalhadores, temos que estar vigilantes em relação ao INSS, pois cada benefício que o instituto paga para quem não tem o direito assegurado é um dinheiro a menos que está deixando de ir para quem é trabalhador”.

Na ocasião, em razão do aumento da demanda previdenciária de Amarante e dos municípios no seu entorno, o gerente anuncia que está em pauta de discussão a instalação de uma agência do INSS para Amarante. Da mesma forma, serão também contemplados os municípios de Bom Jesus, Uruçuí e Paulistana.

O prazo para cumprimento dos projetos, segundo ele, serão interferidos em razão do período eleitoral de 2014. “Eu digo que esses projetos não serão executados em 2014 por ser ano de eleição”. Carlos Augusto conclui dizendo que o intuito da instalação da agência de Amarante é também “atender a demanda das cidades circunvizinhas”.

ASSEMBLEIA ORDINÁRIA

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE