Menu...

22 de Abril de 2018

Governo do Piauí inicia perfuração de poço tubular na comunidade Várzea dos Cocos


Hospital de Olhos
Os moradores da comunidade Várzea dos Cocos, zona rural de Amarante, comemoraram na tarde desta terça-feira(01) a chegada do maquinário para perfuração do tão esperado poço tubular. O equipamento começará os trabalhos na manhã de hoje(02), com prazo de entrega de 90 dias.

A perfuração do poço é também resultado de uma luta constante do vereador José Pereira(PT), que, nesse histórico de reivindicações, vinha representando a comunidade junto ao Legislativo Municipal. A conquista do vereador somente foi possível com a ação conjunta do governo do estado, através da Diretoria de Programas Especiais, que atua sob a direção do assessor Dr. Agenor Lira.

As reivindicações dos moradores contam com um histórico de 10 anos de desapontamentos. “Eles estavam incrédulos e somente tiveram a certeza da conquista depois que viram o maquinário chegar”, disse o assessor.

Além de outras vantagens o poço vai permitir o suprimento constante de água em abundância e sem poluição, o que antes não era possível porque a água para consumo era obtida diretamente do rio Parnaíba e/ou de poços cacimbões.

A conquista, segundo o vereador, encontrou um novo obstáculo, a não concessão da licença ambiental por parte da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. “A licença somente foi expedida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente depois que o proprietário do terreno, onde será perfurado o poço, fez a doação para o governo estado”, disse.

“Eu conheço a história de luta daquele povo sofrido. Essa iniciativa é dever das autoridades competentes. Há anos, esse pedido foi negado a eles e, quando chega a oportunidade dessa conquista ainda há quem queira interferir”.

Segundo Dr. Agenor Lira, as licenças para pequenas obras passaram a ser expedidas pelos municípios, resultado de uma descentralização do governo do estado no intuito de reduzir as demandas na Secretaria Estadual. “O prefeito não concedeu a licença por motivos fúteis. É um absurdo a gente ver isso acontecer com a tamanha seca que assola a nossa população”, encerra.

Comente aqui

elementum adipiscing elit. massa Phasellus libero. elit. sem,