Menu...

12 de dezembro de 2017

Com ‘apagão’ na Vila, Santos para no Internacional e freia embalo no Brasileiro


Hospital de Olhos

O Santos perdeu uma ótima oportunidade de embalar no Campeonato Brasileiro e se aproximar do G-4. Na noite desta quarta-feira, a equipe alvinegra ficou no empate sem gols com o Internacional, em dia de novo apagão (e muita chuva) na Vila Belmiro, e freou a ascensão dentro da Série A.

O empate levou o Santos para a oitava posição no Campeonato Brasileiro, com 40 pontos. Enquanto isso, o time colorado ocupa temporariamente a sexta colocação, com 41 pontos.

Depois de encarar a chuva e o apagão na noite desta quarta-feira, o Santos viaja até São Lourenço da Mata, onde, no próximo sábado, a partir das 18h30 (de Brasília), encara o lanterna (e desesperado) Náutico.

Já o Internacional, sob a batuta de Clemer, recebe no domingo, em Caxias, o arquirrival Grêmio, em um dos principais confrontos do final de semana no Campeonato Brasileiro.

O jogo

A partida começou com uma boa chance de gol dos visitantes. Aos dois minutos, o centroavante Leandro Damião arriscou chute, a bola desviou na zaga do Santos e foi no canto esquerdo alto do goleiro Aranha, que fez grande defesa.

O Santos respondeu pouco depois. Aos quatro, o meia Montillo finalizou da entrada da área, pelo lado direito, quase surpreendendo Muriel. Só que o goleiro do Inter estava atento e espalmou a bola em direção aos seus defensores, que ainda cederam escanteio.

Os gaúchos voltaram a assustar aos 13, quando o meia Alex cobrou escanteio pela esquerda, na cabeça do zagueiro Juan. O experiente jogador cabeceou à direita do gol de Aranha, quase marcando para o time visitante.

Em jogo equilibrado, a equipe praiana não demorou para, também, levar perigo a meta defendida por Muriel. Aos 20, o zagueiro Gustavo Henrique acertou boa cabeçada, com o arqueiro do Inter realizando mais uma boa intervenção.

A última boa chance de gol do primeiro tempo pertenceu ao clube colorado. Aos 34, Alex escorregou na tentativa do arremate, oferecendo a bola para Damião, que tocou de leve, mas viu a sua finalização passar a centímetros da trave esquerda alvinegra.

Na volta do intervalo, o Internacional esteve perto do gol, logo aos seis minutos. O lateral direito Gabriel invadiu a área e soltou a bomba, exigindo uma grande defesa de Aranha, que espalmou a bola e salvou o Santos de sair atrás no placar.

Na tentativa de buscar o resultado positivo fora de casa, o técnico colorado, Clemer, sacou o experiente Alex para a entrada do atacante Scocco, aos 12. O próprio argentino quase balançou as redes, em cobrança de falta, aos 17.

Após o perigoso chute de Scocco, aos 20, houve uma queda parcial da energia elétrica no estádio. Depois de 15 minutos de paralisação, com a iluminação já restabelecida, o árbitro reiniciou o confronto.

O Inter quase marcou com o volante João Afonso, aos 42. O meio-campista arriscou chute forte da intermediária, que passou à direita de Aranha, muito próxima ao gol santista.

A resposta do Santos veio aos 45, quando Montillo recebeu dentro da área, fez o giro e quase acertou o canto direito de Muriel, mas a bola saiu rente ao poste do time gaúcho.

A equipe praiana esteve muito próxima do gol, aos 54, com Everton Costa. O argentino Montillo insistiu na jogada, em disputa com os zagueiros colorados, e tocou para o atacante, que tentou o domínio e não conseguiu completar para o fundo das redes, perdendo a melhor chance alvinegra no duelo.

Nos minutos finais, o Santos pressionou bastante, porém, não conseguiu acertar as finalizações e o empate perdurou até o último apito do árbitro.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 0 INTERNACIONAL-RS

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira

Horário: 19h30 (horário de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)

Público: 3.486 pagantes

Renda: R$ 99.863,00

Cartões amarelos: Bruno Peres e Emerson Palmieri (Santos); Juan e João Afonso

(Internacional-RS)

SANTOS: Aranha; Bruno Peres, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Emerson Palmieri; Alison, Arouca, Cícero e Montillo; Thiago Ribeiro (Neílton) e Everton Costa

Técnico: Claudinei Oliveira

INTERNACIONAL-RS: Muriel; Gabriel, Jackson, Juan e Kleber; Willians, João Afonso, Jorge Henrique, D’Alessandro e Alex (Scocco); Leandro Damião (Nathan)

Técnico: Clemer

Radar Financeira

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE