Menu...

Última Notícia

12 de dezembro de 2017

15 obras para tirar qualquer brasileiro do sério


Hospital de Olhos
São Paulo – Que o é um canteiro de obras, todo mundo sabe. Acontece que nem todas saem como o previsto e muitas terminam gerando gastos extras para os cofres públicos e inúmeras dores de cabeça para os cidadãos. De problemas de planejamento a falhas de execução, diversos motivos podem levar uma obra a se tornar um desastre.

Não nos faltam exemplos disso nos quatro cantos do país. No Rio, o estádio João Havelange foi interditado no início do ano por falhas estruturais. O equipamento esportivo tem apenas cinco anos de uso. Em Salvador, as obras do metrô já se arrastam há 13 anos sem maiores resultados. Em Maceió, um ‘papódromo’ construído para visita de João Paulo II em 1991 está abandonado.

Além dos empreendimentos mais recentes, exemplos mais antigos mostram que obras desastradas são uma prática histórica no Brasil. É o caso de Angra 3, usina nuclear projetada na década de 1970 que só deve ficar pronta em 2018, e da Transamazônica, a super-rodovia dos militares que, quase 40 anos depois de sua inauguração, segue com trechos inacabados.

Clique nas fotos a seguir para conhecer outros exemplos de obras desastradas que estão espalhadas pelo Brasil.

Obra: Estádio João Havelange

Local: Rio de Janeiro (RJ)

Ano de entrega: 2007

Custo total: R$ 380 milhões

Problema:

Obra: Reforma do aeroporto de Congonhas

Local: São Paulo (SP)

Ano de entrega: 2007

Custo total: R$ 188 milhões

Problema:

Obra: Usina nuclear Angra 3

Local: Angra dos Reis (RJ)

Ano de entrega: a obra está incompleta

Custo total: R$ 13 bilhões

Problema:

Obra: Tribunal Regional do Trabalho

Local: São Paulo (SP)

Ano de entrega: 2004

Custo total: R$ 690 milhões

Problema:

Obra: Arco Metropolitano do Rio

Local: Seis cidades da região metropolitana do Rio de Janeiro

Ano de entrega: obra está incompleta

Custo total: R$ 1 bilhão

Problema:

Obra: Metrô de Salvador

Local: Salvador (BA)

Ano de entrega: obra está incompleta

Custo total: R$ 337 milhões

Problema:

Obra: Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj)

Local: Itaboraí (RJ)

Ano de entrega: a obra está incompleta

Custo total: R$ 13,5 bilhões

Problema:

Obra: Hospital Regional Norte

Local: Sobral (CE)

Ano de entrega: 2013

Custo total: R$ 227 milhões

Problema:

Obra: Aeroporto

Local: São Gonçalo Amarante (RN)

Ano de entrega: obra está incompleta

Custo total: R$ 73 milhões

Problema:

Obra: Transposição do São Francisco

Local: Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte

Ano de entrega: obra está incompleta

Custo total: R$ 8,2 bilhões

Problema:

Obra: Instalações de saneamento básico

Local: Belém (PA)

Ano de entrega: obra está incompleta

Custo total: R$ 55 milhões

Problema:

Obra: Duplicação da BR-101

Local: Palhoça (SC)

Ano de entrega: obra está incompleta

Custo total: R$ 276 milhões

Problema:

Obra: Pavimentação da Cuiabá-Santarém (BR-163)

Local: Sul do Pará

Ano de entrega: a obra está incompleta

Custo total: R$ 1,5 bilhão

Problema:

Obra: Papódromo

Local: Maceió (AL)

Ano de entrega: 1991

Custo total: R$ 27 milhões

Problema:

Obra: Rodovia Transamazônica (BR-230)

Local: Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Amazonas

Ano de entrega: 1974

Custo total: R$ 13 bilhões

Problema:

Radar Financeira

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE