AMARANTE

POLÍTICA

Franzé Silva afirma que TV Assembleia aproximou deputados da população

Publicado em

POLÍTICA


O deputado Franzé Silva (PT) parabenizou, na sessão plenária desta quarta-feira (08), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), pela luta que empreendeu visando a instalação da TV Assembleia. Ele afirmou que a emissora alcança todos os municípios piauienses e já ultrapassou as fronteiras do Estado, tendo aproximado os parlamentares estaduais da população.

Franzé Silva afirmou que a história do Legislativo piauiense pode ser dividida em duas etapas, uma antes e outra depois da TV Assembleia, que, segundo ele, criou a tribuna virtual da Alepi.

O parlamentar petista acrescentou que a TV Assembleia permite que a população dialogue com os parlamentares, acompanhando as notícias do Poder e apresentando suas cobranças e sugestões.

Qualidade – Em seguida, o deputado Gessivaldo Isaías (Republicanos), também, parabenizou o presidente Themístocles Filho e a equipe que trabalha na TV Assembleia, assinalando que a direção e os funcionários atuam no sentido de que a emissora tenha uma qualidade ímpar que chega a superar até canais privados.

Gessivaldo Isaías destacou ainda “o papel incisivo e decisivo” empreendido pelo deputado Themístocles Filho para que pudesse ocorrer há 14 anos a instalação da TV Assembleia.

Leia Também:  Teresa Britto considera a precarização da Saúde uma prática ultrapassada e desrespeitosa

O deputado Paulo Martins (PT) parabenizou o deputado Themístocles Filho e a equipe da TV Assembleia, assinalando que a população acompanha a atuação de todos os deputados através da emissora e podem fazer o julgamento das atividades desenvolvidas por cada um deles a favor do Piauí.

J. Barros – Edição: Katya D’Angelles

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

João de Deus destaca o arquivamento de ações contra o ex-presidente Lula

Publicados

em


O deputado estadual João de Deus (PT) afirmou que a Justiça já arquivou 15 ações contra o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, sendo a última dela decidida pela Justiça Federal em Brasília, no caso da Operação Zelotes em que Lula era acusado de suposta corrupção passiva na edição de uma medida provisória que favoreceria com a prorrogação por cinco anos os benefícios tributários destinados a empresas do setor automobilístico.

“Essas inúmeras ações tiveram a participação direta do Ministério Público Federal e isso mostra a sua desmoralização de uma instituição tão importante, que foi criada na Constituição de 1988 com o apoio do PT, mas juntamente com o juiz Sérgio Moro assumiu essa condição de buscar a desmoralização com um conjunto de ações para desgastar a imagem. E como se não fosse o bastante condenou e prendeu. Lula passou 580 dias preso e a partir conseguiram assaltar o poder”, afirmou.

“Houve realmente um ataque programado ao PT na campanha de 2018 para destruir tudo que o partido fez para melhorar a vida das pessoas, desenvolver o Brasil, elevando o País de uma situação de 17ª economia do mundo para a sexta maior, melhorando a vida das pessoas, levando casa, levando energia, água e obras de infraestrutura. Lula ganhou duas eleições, elegeu a sucessora, reelegeu a sucessora e aí a elite podre desse País achou que o povo não merecia um governo que desse atenção aos mais pobres”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em votação unânime, deputado Júlio Arcoverde é eleito vice-presidente da Alepi
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA