Menu...

22 de junho de 2018

Carolinie Figueiredo fala de dificuldades pós-parto


Hospital de Olhos

Mãe de Bruna Luz e Theo, Carolinie Figueiredo fez um emocionante desabafo em seu Instagram nesta sexta-feira, 14. No desabafo, a atriz, que engordou bastante nas duas gestações, falou sobre a dificuldade que sentiu em aceitar seu próprio corpo após o nascimento dos filhos.

“O texto de hoje do blog tava engasgado há meses: Como acolher o corpo do pós parto??? Como assumir esse corpo tão diferente? Apesar de ter engordado bem mais do considerado “normal” (por quem? / pra quem?) As formas redondas da gravidez estão justificadas ali naquele ser dentro de você. Até o visual mais inchado era charmoso. Meu corpo grande e redondo combinava com aquela barriga, com o rosto mais cheio, as pernas fartas. As fotos ficavam lindas e completas!!! “, afirmou.

“Mas quando sai o bebê, fica o vazio. Não só o emocional do pós parto, mas também o vazio do corpo. É a hora de encararmos aquele corpo novamente como sendo só nosso. E como ele tá diferente… Mais flácido, mais caído, mais marcado… ou só diferente!!! Também é o momento das quedas hormonais. Aqui sempre foram avalanches emocionais. É um abismo que mora dentro… um misto de contradição… amor, dedicação… amor… mas também dúvidas, amor, choques, solidão, amor, ausência… e saudades de mim mesma em primeiro lugar (mesmo que inconsciente ou escondido)!!!!! Como amar tanto um ser que veio de mim e me amar tão pouco? Como amar tanto essa nova pessoa que saiu de minhas células, do meu material genético e amar tão pouco meu próprio novo corpo? …”, completou.

Carolinie Figueiredo fala da exaustão nos primeiros meses

“E a exaustão dos primeiros meses ? É o momento que nos permitimos dormir sem escovar os dentes, sem tomar banho. Comemos correndo antes do próximo choro. Entre uma risada e outra pras visitas e o cuidado intenso daquele ser, onde fica a mulher??? … Olhar esse novo corpo que surgiu, acolher como sendo nosso novo corpo ou o corpo desse nosso novo momento é doloroso, é um ato diário de praticar o auto-amor, o desapego…”, explicou Carolinie, que mantém um blog em que fala sobre maternidade.

via: Caras

Comente aqui

consequat. commodo mattis consectetur elementum Curabitur suscipit elit. sem,