AMARANTE

Notícias de Regeneração

Unicamp: estudantes de Regeneração conquistam medalha de Cristal na Olimpíada Nacional de História do Brasil

Publicado em

Notícias de Regeneração

Maria Luisa Vasconcelos, Maria Luisa Batista e Ana Letícia Eustórgio, estudantes do 1° ano do Ensino Médio da Unidade Escolar Alberto Leal Nunes, em Regeneração, conquistaram a medalha de cristal na 13ª Olimpíada Nacional em História do Brasil 2021 (ONHB), realizada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

No Brasil, foram mais de 9 mil equipes inscritas, cada grupo composto por 3 alunos. Ao todo, 195 equipes iniciaram a Olimpíada. A cerimônia de premiação foi realizada no domingo retrasado (12), com transmissão pelo Youtube. Este é o segundo ano em que o anúncio dos medalhistas é realizado de forma on-line, devido à pandemia.

Estudantes de 14 estados conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze. No total, 90 grupos receberam medalhas, sendo 20 de ouro, 30 de prata e 40 de bronze. A final contou com 414 equipes de 99 cidades de todos os estados. Eles participaram de seis fases on-line da competição, além da final, no qual realizaram uma prova dissertativa também de forma virtual.

A Região Nordeste foi a que mais somou equipes medalhistas: um total de 57. Pernambuco é o estado com maior número de equipes com medalhas: 17 no total. Na sequência estão São Paulo, com 15 equipes; Bahia, com 14; Ceará, com 13; Rio Grande do Norte, com 12; e Paraná, com 5 grupos.

Leia Também:  São Francisco do MA é o único município do Estado com oito dias sem casos novos da Covid-19

Os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro somaram 4 equipes medalhistas cada um. Já Alagoas, Pará, Paraíba, Piauí, Santa Catarina e Sergipe tiveram uma equipe medalhista cada.

De acordo com a gerente da 6ª Gerência Regional de Educação (GRE), Carla Goriete, mesmo em um ano de pandemia, a U. E. Alberto Leal Nunes não desistiu e é participativa de várias olimpíadas. “A ONHB foi um marco para nossa escola e para todos nós da 6ª GRE e Secretaria da Educação. As três alunas chegaram até a final, mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas esse ano. O diretor Ismael Dantas foi peça fundamental nessa conquista e meu sentimento é de gratidão e felicidade. Hoje somos Medalha de Cristal, que para todos nós, vale Ouro”, comemora a gerente.

Do Piauí, as 4 equipes piauienses que chegaram à grande final foram 03 equipes da rede privada, do Colégio Dom Barreto, e uma equipe da rede pública estadual, a equipe “Analistas”, da Unidade Escolar Alberto Leal Nunes, que participou com 06 equipes.

Leia Também:  Católicos de Regeneração participam da primeira noite do Tríduo do Divino Espírito Santo

Após sete fases, que duraram 3 meses de Olimpíadas, a equipe “Analista” fez a prova dissertativa em agosto, de forma on-line, monitorada em tempo real pelos organizadores e conquistaram a medalha de Cristal.

“Além de diretor da escola, fui orientador das equipes na olimpíada por minha formação ser da área de História. Considero essas atividades como a Olimpíada de História extremamente significativas porque trabalham várias habilidades dos estudantes. Tem sido uma das práticas da escola o circuito olímpico em várias áreas, o que tem identificado em diversos alunos várias habilidades. Todas as áreas estão sendo contempladas, matemática, português, história, geografia, inglês, física, biologia e as demais”, afirma o diretor.

Fonte: Seduc
Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Notícias de Regeneração

Morre o regenerense Paulo Nunes, ex-presidente da Academia Piauiense de Letras

Publicados

em

Morreu aos 96 anos o professor, escritor e ex-presidente da Academia Piauiense de Letras (APL), Paulo Nunes.

Natural de Regeneração, Paulo Nunes nasceu em 1925. Ele foi o primeiro ocupante da cadeira de nº 38 da Academia Piauiense de Letras, onde foi empossado no dia 28 de agosto de 1967.

Ele estava internado desde o dia 1º de outubro em um hospital de Teresina, onde tratava de problemas pulmonares. Segundo o hospital, a causa da morte foi falência múltipla de órgãos.

“Ele tinha sido internado no mês passado, em setembro, passou quase um mês, voltou e ficou até hoje, quando faleceu”, disse ao Cidade Verde o filho do escritor, Paulo Eduardo Nunes.

O regenerense deixa quatro filhos, cinco netos e dois bisnetos.

Uma nota assinada pelo presidente da ALP, Zózimo Tavares, exalta o legado deixado por Manoel Paulo Nunes.

“O falecimento do Mestre Paulo Nunes, líder de várias gerações, enluta APL e representa uma grande perda para o Piauí, que ele tanto elevou com inteligência e honradez. Ao tempo que expressa o seu profundo pesar à família e aos amigos, enaltece a sua extraordinária contribuição à educação e à cultura, atividades que abraçou desde a sua juventude, exercendo-as por toda a vida, de 96 anos, com devoção, brilho incomum e ética”, diz um trecho da nota de pesar.

Leia Também:  Força Tática prende assaltante de motos e um suspeito de tráfico, em Regeneração

O sepultamento acontece a tarde desta quinta-feira no cemitério Jardim da Ressurreição, em Teresina.

Nascido em Regeneração, em 1925, Manoel Paulo Nunes era bacharel em Direito, professor, conferencista, escritor, crítico literário e jornalista. Foi um dos fundadores da Universidade Federal do Piauí. Presidiu a APL de 1992 a 1995. Presidiu também o Conselho Estadual de Educação por vários mandatos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA