Menu...

Última Notícia

17 de dezembro de 2017

Scolari: ‘Equipe titular teria a base do time da Copa das Confederações’


Hospital de Olhos

Para falar mais da lista de convocados para disputar a Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, o técnico Luiz Felipe Scolari foi recebido na bancada do Jornal Nacional.

Em 2002, a lista de convocados gerou alguns questionamentos. Desta vez, foi praticamente um consenso. A que você atribui isso?

Nós atribuímos a esse grupo vem trabalhando, praticamente, quase que com os mesmos nomes a partir da Copa das Confederações. Já é de amplo conhecimento, tanto de quem trabalha em esporte, como dos torcedores, os nomes que poderiam estar sendo divulgados hoje.

Se nós fizéssemos uma consulta hoje a todos que trabalham na área esportiva, provavelmente, 20 nomes seriam quase que consenso. Bem diferente daquele grupo de 2002, que nós fomos montando a equipe na classificação, depois nos amistosos, para quase que definirmos os últimos nomes e ideia de jogo e uma série de coisas ali nos últimos seis meses.

Eu teria hoje ótimas opções e poderia escolher mais um grupo de, no mínimo, 11 ou 12 jogadores que substituiriam estes que foram convocados, no mesmo nível.

Faz meses que você anunciou o Julio César na Copa. Ele hoje não atua em nenhum dos principais centros do futebol mundial. Quais são as maiores qualidades dele que sustentam essa confiança?

Em primeiro lugar, quando eu afirmei era para que se evitasse continuar as pessoas de comunicação continuassem dizendo: ‘O Julio isso, o Julio aquilo’. E o Julio perdesse a confiança. Então se ele já tivesse a minha confiança, provavelmente, ele desenvolveria o seu futebol normalmente. E nós acabaríamos com essa situação de que o Julio poderia estar ou não poderia estar. O envolvimento com o Julio terminaria e seria comigo o envolvimento de certo ou errado. Eu assumiria isso.

As qualidades que o Julio tem sempre são expostas como um dos melhores goleiros com que já trabalhamos. Ágil, trabalha bem com os pés, tem um bom comando. Tem uma série de virtudes que o treinador de goleiros me fala e ele me disse: é um dos melhores goleiros que nós temos.

Qual vai ser o papel do Neymar na Seleção?

É um jogador importantíssimo. Com uma qualidade, com um aspecto técnico fantástico. Mas, o Neymar, por ser um menino bom, puro, simples, humilde, ele sabe que ele tem de desenvolver tudo isso e nós vamos dar a oportunidade. Mas ele, em determinados momentos, ele tem participado com o grupo, mudando algumas das suas características, como ele já fez. Volto a afirmar que foi muito importante o trabalho do Muricy com ele no Santos, para que ele aprendesse a ter um posicionamento tático.

Hoje, quando precisamos de alguma situação tática diferente, ele é um jogador que se esforça para fazer aquilo e faz.

O posicionamento do Neymar vai ser o posicionamento que ele sempre vem jogando na Seleção, desde que nós assumimos.

O Rubens Frederico, de Osasco, São Paulo, quer saber qual seria o time titular se a estreia fosse hoje.

Eu volto a afirmar que, provavelmente, o time titular teria quase que a base daquele que terminou a Copa das Confederações. Mais ou menos esse time titular foi mantido nos amistosos, os amistosos mostraram que a gente estava certo no trabalho com esses atletas. E hoje nós teríamos, em condições físicas ideais, praticamente, quase que a mesma equipe: 90% estaria em campo.

O Severo Arantes, de Caratinga, Minas Gerais, e muitos outros se preocupam com a possível pressão psicológica de jogar a Copa em casa. Como você vai preparar o jogadores?

Nós vamos trabalhar com diversos aspectos na parte psicológica. Vamos ter o perfil desses jogadores, embora a gente já tenha um conhecimento da parte psicológica desses jogadores. Mas é empírico.

Nós vamos trabalhar com algumas pessoas que vamos convidar para serem palestrantes em alguns momentos e algumas pessoas que eles conhecem de terem ouvido falar, como grandes técnicos, para comunicar algumas coisas. Além do mais, muitos jogadores campeões do mundo vão estar presentes em diversos momentos, para mostrar a eles como se comportam os jogadores em uma Copa do Mundo.

 Recado de Scolari aos torcedores

“Temos 23 convocados, independente de gostarem ou de terem algum questionamento, este é o nosso grupo. Vamos fazer com que esses 23 se transformem em 200 mil torcedores dentro de campo. Queremos, a partir de agora, que a gente possa mostrar ao mundo desde já a nossa camisa amarela. Aquilo que nós somos capazes de oferecer: carinho, amor, receber muito bem as pessoas e mostrar que agora somos todos, vestidos de amarelo, para enfrentar o adversário e vencermos juntos”

Fonte: G1


Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE