Menu...

11 de dezembro de 2017

R. Oliveira decide, Santos vira e mantém tabu do Palmeiras


Hospital de Olhos

No que foi o primeiro clássico envolvendo as duas equipes na temporada, o Santos levou a melhor contra o Palmeiras em jogo movimentado na Vila Belmiro nesta quarta-feira. Por 2 a 1, a equipe alvinegra não só triunfou, como também só renovou o tabu de mais de três anos sem perder para o rival alviverde, que ainda não venceu nenhum de seus arquirrivais na atual temporada.
O duelo, válido pela nona rodada do Campeonato Paulista, foi cheio de correria, com as duas equipes criando chances de gol e deixando a monotonia de lado no clássico. O Palmeiras abriu o placar com Vitor Hugo, mas Renato e Ricardo Oliveira, em golaço no segundo tempo, viraram e deram a vitória para o Santos.

O confronto ainda marcou o reencontro de Arouca com a torcida santista. O volante não foi perdoado, acabou chamado de “mercenário” e se viu vaiado desde o começo pelos alvinegros que não perdoaram sua saída para o rival por meio do poder judiciário. Nervoso, o jogador levou até cartão amarelo, em falta feita em cima de Robinho na etapa inicial.

Agora, o time alviverde completou oito jogos sem vencer o rival praiano – são seis derrotas e dois empates desde fevereiro de 2012. De quebra, perdeu seu segundo clássico no ano, uma vez que tinha sido superado pelo Corinthians há algumas semanas. O Santos, por sua vez, já tinha empatado com o São Paulo.

Com a melhor campanha do Campeonato Paulista até o momento, o Santos chegou aos 23 pontos, na liderança disparada do Grupo D. O Palmeiras, por sua vez, segue na primeira colocação da chave D e volta a campo contra o XV de Piracicaba, no próximo domingo. Já o time da Vila Belmiro encara o Marília, no sábado.

O jogo na Vila Belmiro

Diante de forte calor na Baixada Santista, Palmeiras começou melhor na Vila Belmiro. Apostando nas bolas aéreas, a equipe alviverde assustou o Santos nos primeiros minutos.

Aos 5, Zé Roberto bateu escanteio fechado e viu a zaga alvinegra afastar o perigo. A bola voltou para o veterano palmeirense, que cruzou novamente e conseguiu novo escanteio para o time visitante. E foi daí que o Palmeiras abriu o placar.

Robinho cobrou na linha da pequena área, Victor Hugo subiu no alto e cabeceou sem chances para Vanderlei: 1 a 0 para a equipe de verde.

O Santos acordou com o gol, e Robinho passou a chamar o jogo. O camisa 7 pediu a bola, deu linda caneta em Gabriel e tocou para Ricardo Oliveira, que devolveu e por pouco não viu o companheiro deixar tudo igual.

Em seguida foi a vez de Geuvânio receber em velocidade, avançar e bater para a boa defesa de Fernando Prass. O goleiro salvou de novo em finalização de Lucas Lima de fora da área que por pouco não surpreendeu e entrou no cantinho.

Melhor na partida, o Santos via o gol cada vez mais perto. Em jogada pela esquerda com Robinho, o camisa 7 limpou a marcação e chutou de fora da área colocado, mas o chute explodiu na trave de Fernando Prass.

Aos 27, enfim, o time da casa deixou tudo igual. Ricardo Oliveira avançou pela esquerda e cruzou na medida para Renato, que se livrou do marcador e só rolou a bola para empatar o clássico na Vila Belmiro.

No segundo tempo, o jogo voltou menos movimentado, mas o Santos continuou melhor.

Aos 16 minutos, Robinho lançou Ricardo Oliveira dentro da área. O centroavante ganhou de Vitor Hugo e tocou por cima de Prass, marcando um golaço e virando a partida para o Santos.

O Palmeiras, assustado, não criou mais nenhuma oportunidade. Bom para o Santos, que só tentava ampliar. Gabriel cruzou para Robinho perto do gol de Prass, mas o atacante dominou e tentou tocar para trás, na direção de Ricardo Oliveira, e a equipe alviverde tirou mais uma.

No fim das contas, não teve jeito, e o tabu foi renovado na Vila Belmiro: o Palmeiras completou oito jogos, e mais de três anos, sem vencer o Santos.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 X 1 PALMEIRAS

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 11 de março de 2015, quarta-feira

Horário: 22 horas (de Brasília)

Público: 11.416 pagantes

Renda: R$ 360.960,00

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luis Alexandre Nilsen (ambos de SP)

Cartões amarelos: Geuvânio, Ricardo Oliveira, Valência, Lucas Lima e David Braz (Santos); Arouca e Dudu (Palmeiras)

GOLS:

SANTOS: Renato, aos 27 minutos do primeiro tempo; Ricardo Oliveira, aos 16 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Vitor Hugo, aos sete minutos do primeiro tempo

SANTOS: Vanderlei; Cicinho, Werley, David Braz e Victor Ferraz, Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio (Gabriel), Robinho (Thiago Ribeiro) e Ricardo Oliveira (Elano)

Técnico: Marcelo Fernandes

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Arouca; Allione (João Paulo), Robinho (Gabriel Jesus) e Dudu; Cristaldo (Leandro Pereira)

Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fonte: MSN Brasil

Radar Financeira

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE