Menu...

Última Notícia

15 de dezembro de 2017

Líder Cruzeiro derrota o Bahia e garante o título simbólico do primeiro turno


Hospital de Olhos

O Cruzeiro vai conseguindo disparar na liderança do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, a equipe mineira visitou o Bahia em Salvador e conquistou um grande triunfo por 3 a 1, em duelo válido pela 18ª rodada da competição nacional. Com o resultado positivo fora de casa, o time de Marcelo Oliveira chega aos 37 pontos e já garante o título simbólico do primeiro turno, faltando ainda uma rodada para o término da primeira metade do Brasileiro.

Para garantir a conquista, o Cruzeiro não precisou de muito. O time mineiro abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo, com Borges, de cabeça. Ainda na etapa inicial, Everton Ribeiro fez mais um belo gol e aumentou a vantagem celeste. Já na volta do intervalo, Fahel descontou para o Bahia, mas foi pouco para evitar a derrota. Nos acréscimos, Júlio Baptista deu números finais ao jogo.

Com a vitória, o Cruzeiro permanece na liderança, com 37 pontos, quatro a mais do que o Atlético-PR, segundo colocado. O Bahia, por sua vez, após um bom início, fica longe do topo, apenas na 9ª colocação, com 23 pontos somados.

Na próxima rodada, para seguir aumentando sua vantagem na liderança, o Cruzeiro recebe o Flamengo, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Estádio do Mineirão. O Bahia, por sua vez, busca a recuperação no sábado, contra o ameaçado Fluminense, no Maracanã.

O jogo

Com a chance de garantir o título do primeiro turno antecipadamente, o Cruzeiro não começou bem. Ainda em marcha lenta, o time celeste teve dificuldades para ganhar as jogadas no meio de campo logo nos minutos iniciais e viu o Bahia assustar com as rápidas descidas pelas laterais, principalmente no lado direito do ataque tricolor.

Aos 18 minutos, as falhas na marcação do time mineiro ficaram evidentes. Após cruzamento na área celeste, a defesa não conseguiu afastar e permitiu com que o lateral Madson surgisse com liberdade na segunda trave. O garoto baiano, no entanto, não mostrou tranquilidade, bateu errado na bola e perdeu a melhor chance do time da casa.

O susto serviu para o líder mostrar o motivo pelo qual é considerado um dos favoritos ao título do Campeonato Brasileiro. Marcelo Oliveira pediu para sua equipe adiantar a marcação, pressionar o Bahia já no campo de ataque e a mudança não demorou a dar resultado. Aos 25, Júlio Baptista aproveitou o cruzamento e carimbou a trave.

Após uma ‘blitz’ cruzeirense no ataque, Willian ficou com a bola no bico da área, pelo lado esquerdo do ataque, cruzou com efeito, na medida para o Borges. O atacante se antecipou aos zagueiros, mergulhou de cabeça e não deu chances ao goleiro Marcelo Lomba. Era o primeiro do líder, que precisaria de pouco para garantir os três pontos.

Sem conseguir assustar o time visitante, o Bahia pouco conseguia produzir e viu, no final do primeiro tempo, Everton Ribeiro marcar mais um golaço neste Campeonato Brasileiro. Aos 40 minutos, o meia recebeu na área, dominou no peito, driblou dois marcadores e bateu no ângulo com a aperna canhota. A vitória estava cada vez mais próxima.

No segundo tempo, com a boa vantagem construída, o Cruzeiro pouco precisou fazer. Sem manter o mesmo ritmo no ataque, o time mineiro se preocupou com a marcação. O time da casa, por sua vez, tinha dificuldades na armação, faltava criatividade com a bola no chão, e precisou da bola aérea para diminuir o placar.

Aos 23 minutos, quando o jogo parecia definido, o Bahia conseguiu chegar pelo lado esquerdo e cruzar mais uma bola na área. Desta vez, Fahel mostrou oportunismo, saiu livre de marcação e apenas escorou para o gol, sem dar chances ao goleiro Fábio. O Bahia ainda alimentava esperança de conseguir o empate, mas era preciso melhorar.

O gol animou a torcida tricolor, mas a realidade dentro de campo era cruel. O time baiano ainda não conseguia criar e faltava qualidade para chegar ao gol adversário. Sem manter o mesmo ritmo, o Cruzeiro se segurou e garantiu a vitória aos 45 minutos do segundo tempo. Júlio Baptista aproveitou o rebote na área e deu números finais à partida, para selar o título simbólico do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 1 X 3 CRUZEIRO

Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 04 de setembro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Assistentes: Luís Carlos Câmara Bezerra (RN) e Pedro Santos de Araújo (AL)
Cartões Amarelos: Ceará (CRUZEIRO), Demerson, e Talisca (BAHIA)
Gols: CRUZEIRO: Borges, aos 25, e Everton Ribeiro, aos 40 minutos do primeiro tempo; Júlio Baptista, aos 45 minutos do segundo tempo
BAHIA: Fahel, aos 23 minutos do segundo tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Lucas Fonseca, Titi e Demerson; Madson (William Barbio), Hélder (Feijão), Fahel Marquinhos Gabriel (Anderson Talisca) e Raul; Wallyson e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

CRUZEIRO: Fabio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio (Mayke); Lucas Silva, Henrique, Everton Ribeiro e Júlio Baptista; Willian e Borges. Técnico: Marcelo Oliveira


Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE